Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de proteínas associadas a fenótipos de qualidade da carne em bovinos da raça Nelore

Processo: 13/21017-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Luiz Lehmann Coutinho
Beneficiário:Mirele Daiana Poleti
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/23638-8 - Bases moleculares da qualidade da carne em bovinos da raça Nelore, AP.TEM
Assunto(s):Gado Nelore   Proteômica   Maciez da carne

Resumo

O Brasil é o maior exportador de carne bovina mundial com aproximadamente 1,7 mil toneladas, e o segundo em produção, estando atrás apenas dos Estados Unidos. Estudos sobre a ciência da carne estão sendo realizados para avançar na seleção de animais que atendam com qualidade os consumidores. Entre os quesitos de qualidade, a maciez, quantidade e tipo de gordura intramuscular podem influenciar as características sensoriais e o valor nutricional da carne bovina. As novas ferramentas proteômicas e genômicas se tornaram um importante passo no avanço do entendimento dos processos biológicos complexos (Bendixen, et. al., 2011). Em específico, novas orientações surgiram na ciência da carne com o desenvolvimento de métodos de análises da regulação dos genes e proteínas do tecido muscular. E segundo Bendixen (2005), as estratégias proteômicas possuem um grande potencial para aumentar os conhecimentos de mecanismos que controlam o metabolismo no post-mortem, podendo caracterizar panoramas protéicos, identificar modificações de estados proteicos e buscar isoformas de proteínas. As técnicas de análise de proteomas podem, além de obter a expressão proteica, revelar as funções de genes, explicar interações genéticas e ambientais que podem controlar as funções celulares e as características fisiológicas, e estabelecer novas relações que tragam maiores entendimentos no âmbito da qualidade da carne. PAN et al.(2005) reportaram a importância da descoberta dos biomarcadores e sua aplicação para melhorar os métodos de produção e processamento de carne. Baseado nessas novas estratégias e metodologias que permitem a obtenção de dados do genoma estrutural e funcional em larga escala, os resultados das possíveis proteínas diferentemente expressas deverão contribuir para acelerar o melhoramento genético para características onerosas e de difícil mensuração, como as de qualidade da carne.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KAPPELER, BERNA I. G.; REGITANO, LUCIANA C. A.; POLETI, MIRELE D.; CESAR, ALINE S. M.; MOREIRA, GABRIEL C. M.; GASPARIN, GUSTAVO; COUTINHO, LUIZ L. MiRNAs differentially expressed in skeletal muscle of animals with divergent estimated breeding values for beef tenderness. BMC MOLECULAR BIOLOGY, v. 20, JAN 3 2019. Citações Web of Science: 0.
POLETI, MIRELE D.; REGITANO, LUCIANA C. A.; SOUZA, GUSTAVO H. M. F.; CESAR, ALINE S. M.; SIMAS, ROSINEIDE C.; SILVA-VIGNATO, BARBARA; OLIVEIRA, GABRIELLA B.; ANDRADE, SONIA C. S.; CAMERON, LUIZ C.; COUTINHO, LUIZ L. Data from proteomic analysis of bovine Longissimus dorsi muscle associated with intramuscular fat content. DATA IN BRIEF, v. 19, p. 1314-1317, AUG 2018. Citações Web of Science: 0.
POLETI, MIRELE D.; REGITANO, LUCIANA C. A.; SOUZA, GUSTAVO H. M. F.; CESAR, ALINE S. M.; SIMAS, ROSINEIDE C.; SILVA-VIGNATO, BARBARA; OLIVEIRA, GABRIELLA B.; ANDRADE, SONIA C. S.; CAMERON, LUIZ C.; COUTINHO, LUIZ L. Longissimus dorsi muscle label-free quantitative proteomic reveals biological mechanisms associated with intramuscular fat deposition. JOURNAL OF PROTEOMICS, v. 179, p. 30-41, MAY 15 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.