Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional de fatores de transcrição da família MarR de Chromobacterium violaceum

Processo: 13/25745-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:José Freire da Silva Neto
Beneficiário:Maristela Previato Mello
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/20435-9 - Fatores de transcrição de Chromobacterium violaceum: integrando vias de sinalização, regulons e patogenicidade, AP.JP
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Chromobacterium violaceum   Estresse oxidativo   Fatores de transcrição

Resumo

A expressão gênica pode ser modulada por fatores de transcrição que atuam diretamente como sensores de sinais intracelulares ou via transdução de sinais do meio externo. Os fatores de transcrição da família MarR, encontrados em Bacteria e Archaea, atuam como sensores diretos para diferentes sinais, controlando virulência, reposta ao estresse oxidativo, resistência a antibióticos e vias de catabolismo. Apesar de existirem vários candidatos a reguladores da família MarR em Chromobacterium violaceum, apenas OhrR, envolvido na resistência a peróxidos orgânicos, foi estudado por nosso grupo. Assim, propomos identificar e caracterizar fatores de transcrição da família MarR que controlam virulência nesse patógeno oportunista de humanos, buscando elucidar os sinais de ativação e os genes sob regulação de cada fator de transcrição. Para isto, iremos identificar os fatores de transcrição da família MarR no genoma de C. violaceum, classificá-los quanto a presença de cisteínas conservadas e realizar mutagênese sistemática para deleção da maioria dos genes que codificam estes reguladores. O fenótipo de cada linhagem mutante será caracterizado por meio de ensaios de crescimento e testes de virulência no modelo camundongo. Os regulons de alguns destes fatores de transcrição, principalmente os envolvidos em virulência, serão definidos por meio de microarranjos de DNA e análises bioquímicas, como ensaios de ligação ao DNA e mutagênse sítio-dirigida de cisteínas conservadas. Assim, desta análise sistemática de reguladores da família MarR em C. violaceum, pretendemos contribuir para encontrar novos reguladores de virulência bacterianos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARROSO, KELLY C. M.; PREVIATO-MELLO, MARISTELA; BATISTA, BIANCA B.; BATISTA, JULIANA H.; DA SILVA NETO, JOSE F. EmrR-Dependent Upregulation of the Efflux Pump EmrCAB Contributes to Antibiotic Resistance in Chromobacterium violaceum. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 9, NOV 15 2018. Citações Web of Science: 3.
PREVIATO-MELLO, MARISTELA; MEIRELES, DIOGO DE ABREU; SOARES NETTO, LUIS EDUARDO; DA SILVA NETO, JOSE FREIRE. Global Transcriptional Response to Organic Hydroperoxide and the Role of OhrR in the Control of Virulence Traits in Chromobacterium violaceum. Infection and Immunity, v. 85, n. 8 AUG 2017. Citações Web of Science: 7.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MELLO, Maristela Previato. Caracterização funcional de fatores de transcrição da família MarR de Chromobacterium violaceum. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.