Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do laser de baixa intensidade no músculo tibial anterior em modelo de sepse induzida por técnica de ligadura e perfuração cecal

Processo: 13/25622-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Claudia Muniz Renno
Beneficiário:Aya Hoshikawa Hirai
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Fototerapia   Eletrotécnica   Sepse   Laser de baixa intensidade   Ratos Wistar   Índice de massa corporal   Imuno-histoquímica

Resumo

A sepse é a maior causa de morbimortalidade em pacientes hospitalizados e é definida como uma infecção com manifestações sistêmicas, pois leva à liberação de grandes quantidades de mediadores inflamatórios e consequente liberação de mediadores secundários que agravam ainda mais o processo inflamatório. Um dos efeitos da sepse é a inibição da síntese de proteínas miofibrilares e sarcoplasmáticas, preferencialmente em músculos compostos de fibras de contração rápida resultando em redução de força muscular. A terapia laser de baixa intensidade (LLLT) é um recurso complementar e não invasivo utilizado para fins terapêuticos como um tratamento seguro e efetivo para uma série de condições patológicas. Os estudos demonstram que o LLLT reduz as células inflamatórias e as enzimas responsáveis pela liberação de fatores quimiotáticos na fase inicial da inflamação. Além disso, inibe a síntese de prostaglandinas e citocinas e aumenta os níveis de enzimas antioxidantes em vários modelos de inflamação. O objetivo do estudo é avaliar e descrever os efeitos do tratamento com LLLT sobre a resposta inflamatória e alterações músculo-esqueléticas no modelo de sepse crônica induzida em ratos, por meio da técnica de ligadura e perfuração cecal (CLP). Serão utilizados 56 ratos Wistar, machos, com três meses de idade e massa corporal média de 300g, divididos em cinco grupos: controle (C), sepse 24h (S24), sepse 48h (S48), sepse 72h (S72), sepse 24h e LLLT (S24L), sepse 48h e LLLT (S48L) e sepse 72h e LLLT (S72L). A irradiação será realizada imediatamente após a cirurgia nas seguintes regiões: tibial anterior, gastrocnêmio e diafragma, bilateralmente. Serão feitas análise morfológica e morfométrica do músculo tibial anterior; imunohistoquímica de atrofia muscular (atrogina-1 e MuRF-1).