Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de imagens hiperspectrais e da tecnologia LiDAR na identificação de espécies florestais em ambiente urbano na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais

Processo: 13/21338-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Demóstenes Ferreira da Silva Filho
Beneficiário:Felipe Coelho de Souza Petean
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Planejamento territorial urbano   Meio ambiente urbano   Arborização   Sensoriamento remoto   Imagem tridimensional   Belo Horizonte (MG)

Resumo

A arborização urbana é um dos elementos que tem como função primordial promover a qualidade de vida da população nas cidades. A qualidade do ar, o conforto térmico, acústico e psicológico são exemplos de benefícios que as árvores trazem ao ambiente urbano. Ruas arborizadas e áreas públicas desempenham outras funções como servir de abrigo à fauna, de proteção a cursos d'água e de corredores de conexão entre fragmentos florestais inseridos na paisagem urbana, assim como amenizar as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) como o CO2, atuando como filtros naturais do ar e sumidouros de CO2. Dessa forma novas tecnologias de sensoriamento remoto têm surgido para auxiliar no planejamento da arborização em ambientes urbanos. O sistema LiDAR (Ligh Detection And Ranging em inglês), possibilita a geração de uma imagem em três dimensões da superfície ou do estrato florestal. O LiDAR possibilita, também, a identificação individual de espécies através da análise da área de copa e do estrato florestal por meio do cruzamento com sensores multiespectrais. O objetivo do trabalho é explorar a possibilidade de identificar indivíduos florestais, a nível de espécie, do Parque Municipal Américo Renné Giannetti em Belo Horizonte, Minas Gerais, por meio do cruzamento de imagens LiDAR e hiperespectrais, formando um banco de dados que dê subsídios ao planejamento da Silvicultura urbana e ao manejo das áreas verdes urbanas daquela cidade. Serão utilizados os programas Fusion® versão 3.30 na análise dos dados LiDAR, Quantum GIS® versão 1.8.0 Lisboa e MultiSpec® versão 3.3 nas analises dos dados gerados pelo programa Fusion® e imagens hiperspectrais. A forma de cruzamento das imagens será baseada na metodologia descrita por Xiao et al (2004), Suárez et al. (2005), Tiede et al. (2005) e Ribas e Elmiro (2011). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PETEAN, Felipe Coelho de Souza. Uso de imagens hiperespectrais e da tecnologia LiDAR na identificação de espécies florestais em ambiente urbano na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.