Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da exposição estrogênica intrauterina sobre as principais vias de interações epitélio-mesenquimais envolvidas na morfogênese dos brotamentos epiteliais do lobo ventral da próstata do Gerbilo da Mongólia (Meriones Unguiculatus)

Processo: 13/26346-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Sebastião Roberto Taboga
Beneficiário:Juliana dos Santos Maldarine
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Próstata   Reprodução   Estradiol

Resumo

A próstata é um órgão reprodutivo acessório presente nos mamíferos, sendo o estudo do seu processo de formação particularmente relevante para as investigações sobre as correlações entre o desenvolvimento e a formação de tumores, posto que nesse órgão há a possibilidade de se estudar a interação entre as sinalizações parácrinas e a influência endócrina, bem como tal é sujeito a uma grande incidência de tumores benignos com a senescência. O gerbilo da Mongólia (Meriones unguiculatus) é promissor para esse tipo de investigação, já que a presença de próstata em indivíduos do sexo feminino é quase ubíqua, bem como a ocorrência de tumores benignos no órgão é consideravelmente elevada se comparada com a verificada em outros animais de laboratório. O presente projeto objetiva avaliar a influência de alterações endócrinas, particularmente a da exposição intrauterina a doses elevadas de estradiol, sobre os principais fatores da sinalização parácrina e autócrina que abrangem o cerne das interações epitélio-mesenquimais que ocorrem durante essa fase da organogênese do lobo ventral da próstata, no caso o processo de brotamento, que consiste na etapa inicial do desenvolvimento prostático. Tal estudo se torna particularmente relevante em face do aumento verificado nas sociedades industrializadas a exposição de xenoestrógenos, que mimetizam no corpo os efeitos dos estrógenos, e que apresentam efeitos disruptores no processo de organogênese prostática, o que tem sido relacionado a um aumento na susceptibilidade ao desenvolvimento de tumores de origem prostática tanto em homens quanto em mulheres.