Busca avançada
Ano de início
Entree

O ensino de Ciências e a aprendizagem em museu: estudo sobre método e ferramentas de avaliação

Processo: 13/25238-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 11 de agosto de 2014
Vigência (Término): 30 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Paulo Henrique Nico Monteiro
Beneficiário:Paulo Henrique Nico Monteiro
Anfitrião: Chantal Lise Barriault
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Science North, Canadá  
Assunto(s):Educação em museus   Ensino e aprendizagem   Ciência   Avaliação da aprendizagem

Resumo

Atualmente, pode-se dizer que há um consenso acerca do entendimento de que o conhecimento sobre temas das ciências naturais faz parte não apenas da formação escolar, mas da formação geral do cidadão e, em função disso, são muitos os meios e veículos que se propõem a discutir temas científicos.Dentre estes, encontram-se os museus e centros de ciências, que ocupam espaços cada vez mais importantes na sociedade e são voltados, em sua maioria, à formulação de exposições e atividades de caráter iminentemente educativo.Em função das especificidades do museu, as aprendizagens desenvolvidas por meio das atividades desenvolvidas nesses espaços devem ser compreendidas a partir de referenciais diferentes daqueles utilizados no ambiente escolar, na medida em que são diversos e distintos os fatores que interferem nesse processo, assim como as características do momento que estas são desenvolvidas. Aspectos como a relativa brevidade da visita, o gerenciamento do tempo, a centralidade do objeto na relação pedagógica e a possibilidade de escolher o que, como e quando aprender são fundamentais para a compreensão de como se dá a aprendizagem em nos espaços museais.Em decorrência disso, há a necessidade do desenvolvimento e aplicação de métodos e ferramentas específicos para a avaliação das aprendizagens desenvolvidas em museus e centros de ciências, que devem se distinguir daqueles utilizados no ambiente escolar, sob o risco da utilização de modelos que não contemplem tais especificidades e características.No Brasil, as pesquisas avaliativas em museus são majoritariamente voltadas à caracterização do público visitante e são poucas as experiências de avaliação do caráter pedagógico e das possibilidades de desenvolvimento de aprendizagens a partir das exposições, o que aponta para uma carência na construção de conhecimento sobre o tema no país.O presente projeto tem por objetivo investigar o método e o conjunto de ferramentas de avaliação de aprendizagens que vem sendo desenvolvido e aplicado sistematicamente em um Centro de Ciências do Canadá (Science North) no que tange aos seus pressupostos teóricos, ao seu manejo e desenvolvimento e à utilização das informações coletadas para a avaliação e replanejamento das exposições. Para tanto pretende-se acompanhar o processo de trabalho relacionado à avaliação da aprendizagem em suas diversas fases (coleta e análise de dados, reuniões de planejamento a partir dos dados, propostas de reformulação das exposições) meio de uma imersão no cotidiano de trabalho da equipe de avaliação do Centro.Adicionalmente, está prevista a realização de um conjunto de entrevistas com os profissionais responsáveis pela formulação e implementação desta proposta, a fim de compreender alguns aspectos relacionados à formulação teórica do método, sua utilização e manejo e aspectos relativos à acurácia das informações para a qualificação das exibições. Como resultado dessa investigação pretende-se buscar elementos para subsidiar a elaboração de programas de avaliação da aprendizagem desenvolvida em museus adequados à realidade brasileira e, especificamente, aos museus do Instituto Butantan que contemplem suas características e contextos atuais. (AU)