Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas celulares e moleculares resultantes da inibição dos fatores de transcrição da família e2f em linhagens de glioblastoma irradiadas

Processo: 13/13253-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Elza Tiemi Sakamoto Hojo
Beneficiário:Paulo Roberto D'Auria Vieira de Godoy
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/16163-4 - Sensibilização de células tronco do glioma ao dano oxidativo induzido por radiação através do silenciamento de enzimas do sistema antioxidante., BE.EP.PD
Assunto(s):Glioblastoma
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:fator de transcrição E2F | glioblastoma | Hlm006474 | inibição farmacológica | radiação-gama | radiossensibilização | Estratégia terapêutica de inibição molecular farmacológica

Resumo

O glioblastoma multiforme (GBM) é um tumor letal e a radioterapia permanece como um dos principais tratamentos. Novas estratégias são necessárias para coibir a resistência ao tratamento, sendo que uma delas tem como base a inibição da atividade de fatores de transcrição (FTs). Há evidência de que membros da família E2F podem constituir FTs alvos promissores para a terapia anticâncer, pelo fato destes apresentarem funções relacionadas à proliferação, apoptose, invasão, ciclo celular e reparo no DNA; alguns destes (E2F1 e E2F4) já foram relatados como superexpressos em GBM, quando comparados a amostras de tecidos cerebrais normais. A sobreposição funcional das proteínas E2F pode ser sobrepujada graças ao inibidor (HLM006474) de proteínas da família E2F (E2F1-8); esse inbidor é uma 8-hidroxi-quinolina, cujas atividades antiproliferativas e pró-apoptóticas foram demonstradas em células tumorais, havendo a vantagem destes inibirem os vários membros de E2F. Assim, a hipótese do presente projeto é que a diminuição dos níveis de FTs da família E2F em células de GBM acarretará uma maior sensibilização dessas células tumorais aos efeitos da irradiação (raios-gama); ainda, será avaliado o papel da via de reparo do DNA NHEJ (non-homologous end-joining) nesse processo, por meio da utilização das linhagens de GBM M059K e M059J, as quais são selvagens e deficientes para a enzima DNA-PK, respectivamente. Para testar essa hipótese, serão realizados vários ensaios ao nível celular (análise de proliferação e viabilidade, sobrevivência clonogênica, apoptose e cinética do ciclo celular), bem como avaliação da cinética de reparo de quebras duplas no DNA (detecção de gama-H2AX) e análise dos perfis de expressão transcricional em escala genômica (microarranjos). Assim, temos a expectativa de que os resultados esperados para o presente projeto possam fornecer informações fundamentais para a formulação de novas estratégias terapêuticas baseadas na inibição molecular de E2F visando, em última instância, a radio-sensibilização das células de GBM.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)