Busca avançada
Ano de início
Entree

As propagandas de bebidas alcoólicas e o impacto na Saúde pública e dos jovens

Processo: 13/16252-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Ilana Pinsky Streinger
Beneficiário:Wilson Nunes Hirata
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Propaganda   Consumo de bebidas alcoólicas   Regulamentação comercial   Indústria alcooleira   Adolescentes   Jovens

Resumo

O álcool é a substância psicotrópica mais consumida entre jovens e adolescentes no mundo, e no Brasil não é diferente. E ainda estudos apontam um crescimento no consumo entre os usuários. Visto que as bebidas alcoólicas são responsáveis por alta morbidade e mortalidade, além de causar dependência física e psicológica, é fundamental a pesquisa epidemiológica para criar políticas de saúde mais eficientes para evitar maiores danos à saúde pública e individual. Pesquisas mostram que a publicidade é um fator importante para o início e o aumento de consumo de bebidas alcoólicas entre jovens e adolescentes. Isso deve-se aos temas atraentes das propagandas para essas faixas etárias, como o humor, o erotismo, a amizade e a associação com o esporte e situações cotidianas. No Brasil e em vários outros países, as propagandas são controladas por autorregulamentação pelo setor publicitário, no caso brasileiro, pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária - CONAR. A autorregulamentação e a crescente diversificação dos veículos usados pela indústria do álcool colaboram para o agravamento dessa questão de saúde pública. Assim, esse projeto visa relacionar a publicidade nas novas mídias, como as redes sociais, os eventos esportivos, as irregularidades das propagandas segundo o código do CONAR e os dados de consumo de álcool por faixa etária no Brasil.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)