Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca por alterações morfométricas cerebrais correlacionadas com presença ou ausência de fenômenos sensoriais em pacientes com transtorno obsessivo compulsivo

Processo: 13/22536-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Marcelo Queiroz Hoexter
Beneficiário:Rachel Oliveira de Assis
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transtorno obsessivo-compulsivo

Resumo

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) é uma doença psiquiátrica crônica e potencialmente incapacitante. Atualmente o transtorno é tido como entidade nosológica única, mas manifesta-se de modo diverso na clínica, podendo variar ao longo do tempo e entre diferentes pacientes. Essa heterogeneidade fenotípica dificulta a determinação de genes de risco, a compreensão da história natural da doença, dos substratos neurais envolvidos e a predição de melhor resposta terapêutica. A criação de subgrupos compostos de pacientes com apresentações clínicas mais homogêneas pode auxiliar em uma compreensão melhor do transtorno e dos mecanismos etiológicos por trás dele. Um subgrupo de pacientes com TOC pode ser caracterizado de acordo com a presença de fenômenos sensorias. Estes fenômenos são definidos como qualquer processo não cognitivo associado a um comportamento repetitivo em pacientes com TOC. Pacientes com fenômenos sensoriais descrevem ser acometidos por sensações físicas como desconforto nas articulações, sensações de desconforto relacionadas a tato, visão e audição, incompletude, bem como a percepção de que algo não está certo, o que motiva a realização de determinada compulsão. Seguindo essa tendência, os objetivos desse estudo são: 1) investigar se existem diferenças morfométricas cerebrais em pacientes com TOC com e sem fenômenos sensoriais e 2) investigar se gravidade destes fenômenos se correlaciona com estas alterações. Para tal, pacientes com TOC realizaram exames de ressonância magnética estrutural de crânio e foram avaliados por escalas que investigam a presença e gravidade de fenômenos sensoriais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SUBIRA, MARTA; SATO, JOAO R.; ALONSO, PINO; DO ROSARIO, MARIA C.; SEGALAS, CINTO; BATISTUZZO, MARCELO C.; REAL, EVA; LOPES, ANTONIO C.; CERRILLO, ESTER; DINIZ, JULIANA B.; PUJOL, JESUS; ASSIS, RACHEL O.; MENCHON, JOSE M.; SHAVITT, ROSELI G.; BUSATTO, GERALDO F.; CARDONER, NARCIS; MIGUEL, EURIPEDES C.; HOEXTER, MARCELO Q.; SORIANO-MAS, CARLES. Brain structural correlates of sensory phenomena in patients with obsessive-compulsive disorder. JOURNAL OF PSYCHIATRY & NEUROSCIENCE, v. 40, n. 4, p. 232-240, JUL 2015. Citações Web of Science: 14.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.