Busca avançada
Ano de início
Entree

Microdureza do esmalte dental humano clareado com fitas

Processo: 13/21808-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:José Augusto Rodrigues
Beneficiário:Verônica Brandalize Porto
Instituição-sede: Universidade de Guarulhos (UNG). Campus Guarulhos-Centro. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):Clareamento de dente   Dentística   Microdureza   Esmalte dentário

Resumo

A busca por um sorriso perfeito tem sido cada vez maior. Isso se deve a grande exposição da mídia por dentes alinhados e brancos, o que tem aumentado a procura pela odontologia estética. Através disto, houve a ampliação das técnicas e o surgimento de produtos que promovem o clareamento dental, que também estão sendo fornecidos como "over-the-counter" (OTC), sendo vendidos diretamente ao consumidor em farmácias e supermercados sem que haja a necessidade de prescrições, assim como os sistema de fitas. No entanto, há diversos estudos que apontam os efeitos adversos do Clareamento dental e o que este tipo de tratamento pode causar no esmalte dental, alterando sua microdureza. Sendo assim, o objetivo deste estudo é Avaliar a microdureza do esmalte dental humano clareado com fitas. No estudo serão utilizados 20 molares, seccionados em 60 fragmentos de 3X3 mm que serão polidos para se obter superfícies planas e divididos aleatoriamente em 3 grupos: não clareado (controle - CO), Rembrandt (RS) e Whitestrips (WS). Os fragmentos serão submetidos ao tratamento clareador durante duas semanas pelo período de tempo diário indicado pelo fabricante e armazenados em saliva artificial no restante do dia. A microdureza Knoop superficial será avaliada em 7 tempos: inicial, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 dias realizando-se 5 leituras de microdureza em cada tempo. Os dados serão submetidos à Análise de Variância em parcelas subdivididas e submetidos ao teste de Tukey com nível de significância de 5%.