Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da proteína reguladora de biofilme a (BrpA) como candidato vacinal contra Streptococcus mutans

Processo: 13/19175-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Michelle Darrieux Sampaio Bertoncini
Beneficiário:Jonas Bitencourt Canalle
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Resposta imune   Proteínas recombinantes   Vacinas   Streptococcus mutans

Resumo

Introdução: Streptococcus mutans é o principal agente causador da carie dental, uma doença caracterizada pela formação de um biofilme sobre a superfície do dente, com produção de grandes quantidades de ácidos orgânicos provenientes de hidratos de carbono, que causam a desmineralização da dentina. A investigação dos mecanismos fisiológicos envolvidos com a virulência desse microorganismo e sua capacidade de tolerar o estresse ambiental compreendem uma etapa essencial ao desenvolvimento de uma vacina para efetiva imunização contra a cárie. As estratégias vacinais em estudo atualmente incluem o uso de antígenos isolados de S. mutans, e uma série de proteínas têm sido investigadas como potenciais candidatas, com resultados promissores. Uma destas proteínas é BrpA (proteína reguladora de biofilme), cuja deleção causa diversas alterações no microrganismo, como maior susceptibilidade ao estresse ácido e oxidativo e defeitos na reprodução celular, que são atributos fundamentais da formação de biofilme. Essa proteína (BrpA) também sinaliza a modulação da ATPase e transporte de H+ para o exterior da célula. Este conjunto de funções fazem de BrpA um potencial candidato vacinal contra S mutans. No entanto, embora estudos de bioinformática tenham sugerido BrpA como um componente da membrana celular, sua localização e possível exposição na superfície bacteriana ainda não foram caracterizadas. Objetivos: Determinar a localização celular de BrpA; caracterizar a produção de anticorpos induzida pela imunização de camundongos com BrpA recombinante; analisar a exposição de BrpA na superfície da bactéria. Materiais e Métodos: O gene brpA será amplificado a partir do DNA genômico de amostras de S. mutans isoladas da saliva de crianças com cárie e clonado no vetor de expressão em procariotos, pAE-6xHis. O gene será expresso em E. coli e a proteína, purificada por cromatografia líquida e utilizada na imunização de camundongos. A produção de anticorpos será avaliada por ELISA. A localização de BrpA na bactéria será determinada por separação química dos componentes estruturais celulares, seguida da análise das frações de parede celular e protoplasma por western blot utilizando anticorpos contra BrpA recombinante. A exposição da proteína será avaliada através de ensaio de ligação de anticorpos à superfície bacteriana por citometria de fluxo.