Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de modelo de fluxo estomático de ozônio em Astronium graveolens Jacq

Processo: 13/02309-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Regina Maria de Moraes
Beneficiário:Jéssica Cristina Cassimiro
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ozônio

Resumo

As concentrações de ozônio (O3)têm aumentado anualmente tanto em regiões urbanas quanto rurais, o que pode resultar em redução da produtividade agrícola e danos às espécies vegetais, comunidades e ecossistemas. É necessárioconhecer os efeitos induzidos pelo O3 nas plantaspara determinar os limites de concentração desse poluente que não devem ser superadospara que se garanta a proteção de espécies e da vegetação.No Brasil não há nenhum índice de proteção da vegetação contra os efeitos desse poluente. Os primeiros índices adotados eram baseados em médias de concentração ou na soma de concentrações horárias e apresentavam fraca correlação com as respostas vegetais. Atualmente buscam-se índices baseados na condutância estomática. Este estudo tem como objetivoobter dados com Astronium graveolens Jacq., espécie sensível ao O3, para alimentar modelo de fluxo estomático de O3e avaliar sua aplicabilidade em nosso país. Mudas de A. graveolensserão expostas por quatro períodos de três meses em local contaminado por O3. As condições meteorológicas e a concentração de poluentes no local de estudo serão monitoradas continuamente. Serão realizados cursos diários da condutância estomática sob diversas condições ambientais. Os resultadosserão aplicadosem modelo em que a condutância estomática é multiplicada porvalores relativos dos fatores que a modulam, como temperatura, déficit de pressão de vapor, radiação fotossinteticamente ativa, concentração de ozônio e conteúdo de água do solo. A presença de injúrias foliares induzidas pelo O3 será usada como variável resposta. Opresente estudoobterádados que poderão subsidiar a proposição de um índice de proteção de espécies tropicais contra os efeitos do O3.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CASSIMIRO, JESSICA C.; MOURA, BARBARA B.; ALONSO, ROCIO; MEIRELLES, SERGIO T.; MORAES, REGINA M. Ozone stomatal flux and O-3 concentration-based metrics for Astronium graveolens Jacq., a Brazilian native forest tree species. Environmental Pollution, v. 213, p. 1007-1015, JUN 2016. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.