Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do cluster wcb de B. seminalis TC3.4.2R3 e do seu papel na síntese de antimicrobianos

Processo: 13/03426-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Welington Luiz de Araújo
Beneficiário:Priscila Jane Romano de Oliveira Gonçalves
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/24375-6 - Caracterização do cluster wcb de b. seminalis TC3.4.2R3 e do seu papel na síntese de antimicrobianos, BE.EP.DR
Assunto(s):Burkholderia   Micro-organismos endofíticos   Metabólitos secundários

Resumo

As bactérias do gênero Burkholderia possuem alta versatilidade nutricional e têm sido utilizadas para diversos fins, como manejo agrícola, biocontrole, biodegradação/biorremediação e promoção de crescimento vegetal. Diversos compostos com atividade antimicrobiana produzidos por Burkholderia spp. têm sido alvo de estudos, os quais poderiam substituir os pesticidas químicos convencionais. Os genes de Burkholderia seminalis TC3.4.2R3 associados à síntese de compostos antimicrobianos têm sido identificados por meio da análise de uma biblioteca de mutantes em projetos anteriores (Processos FAPESP nº. 2008/52407-9; nº. 2008/52406-2; nº. 08/56505-5); dentre estes genes, identificou-se um gene que codifica a enzima glicosiltransferase no cluster wcb, o qual está descrito como envolvido na síntese de capsula. Entretanto, em projetos recentes, foi observado que este gene está envolvido na síntese de um composto antimicrobiano. Assim, o presente projeto visa avaliar o papel do cluster wcb, que contém este gene, na síntese de metabólitos secundários de B. seminalis TC3.4.2R3. Para isso, a região do genoma desta linhagem, onde está localizado este gene será avaliada, os genes de interesse serão clonados e utilizados em estudos de mutação sítio dirigida e complementação. Os mutantes também serão avaliados quanto ao perfil metabólico em comparação à linhagem selvagem por meio de análise metabolômica. O teste de pareamento realizado para os mutantes M3, M4 e M7 e para a linhagem selvagem de Burkholderia contra os fungos fitopatogênicos revelou que todos os mutantes apresentam o mesmo perfil de inibição e que perderam a capacidade de inibir os patógenos Fusarium oxysporum, Ceratocystis paradoxa, C. fimbriata, Colletotrichum sp. em comparação à linhagem selvagem. Os contigs obtidos do sequenciamento de Burkholderia foram analisados com o auxílio de ferramentas de bioinformática e os genes a jusante e a montante e as possíveis regiões promotoras foram anotados, permitindo verificar que 2 ORFs (hypothetical protein and dTDP-4 dehydrorhamnose 3,5-epimerase) deste cluster são únicos para esta espécie dentro do gênero Burkholderia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROMANO DE OLIVEIRA GONCALVES, PRISCILA JANE; HUME, CARMEN C. DENMAN; FERREIRA, ALMIR JOSE; TSUI, SARINA; BROCCHI, MARCELO; WREN, BRENDAN W.; ARAUJO, WELINGTON LUIZ. Environmental interactions are regulated by temperature in Burkholderia seminalis TC3.4.2R3. SCIENTIFIC REPORTS, v. 9, APR 2 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GONÇALVES, Priscila Jane Romano de Oliveira. Caracterização e avaliação do papel do gene wcbE de Burkholderia seminalis linhagem TC3.4.2R3 na interação microbiana.. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.