Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo sobre variações produtividade no talude continental nos últimos milhares de anos na Bacia de Santos, margem sudeste brasileira

Processo: 13/27144-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Geológica
Pesquisador responsável:Silvia Helena de Mello e Sousa
Beneficiário:Patricia Bianca Ribeiro
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Talude continental   Região hidrográfica do Atlântico Sudeste   Circulação oceânica   Correntes oceânicas   Paleoceanografia

Resumo

Desde 2011 está sendo desenvolvido no âmbito do Núcleo de Apoio à Pesquisa (NAP), promovido pela Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade de São Paulo, o projeto "Geodinâmica de Bacias Sedimentares e implicações para o potencial exploratório (petróleo, gás natural e água subterrânea) - projeto GEO SEDex". O IOUSP participa com o subprojeto "Sedimentação da margem continental sudeste Brasileira: base para modelos paleoclimáticos, paleoceanográficos e de geração de gás". O presente projeto está inserido no âmbito do subprojeto NAP e tem como principal objetivo compreender as possíveis variações na circulação e produtividade oceânica nos últimos milhares de anos no talude continental na Bacia de Santos, a partir de análises granulométricas e de foraminíferos planctônicos. A área de estudo está inserida na porção norte do setor fisiográfico Embaiamento de São Paulo, que se estende do Cabo de Santa Marta Grande (SC) até o Cabo Frio (RJ). E tem como material de estudo amostras de um testemunho, coletado ao sul da Ilha de São Sebastião (24°50.44'S, 44°19.00'W) a uma profundidade de 828m. Segundo Mahiques et al. (2004), a ilha marca a fronteira entre duas principais zonas sedimentares, separadas devido aos seus diferentes padrões de sedimentação. Ao sul da Ilha, os processos deposicionais estão associados à penetração sazonal da pluma do Rio da Prata, interagindo com os meandros da Corrente do Brasil. E o norte da Ilha, a deposição de lama na plataforma interna é ligada a ressurgência de Cabo Frio e processos costeiros. Espera-se que o trabalho possa avaliar as variações na intensidade da corrente de contorno no talude continental nos últimos milhares de anos, contribuindo ao entendimento da circulação oceânica no contexto de variações climáticas que ocorreram; e avaliar as possíveis variações de produção oceânica em função de mudanças na circulação nos últimos milhares de anos no talude da margem sudeste Brasileira. (AU)