Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunossensor Pará o diagnóstico dè tromboembolismo venoso baseado ná imobilização dò anticorpo sôbre fibroína da seda

Processo: 14/03145-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Marli Leite de Moraes
Beneficiário:Anna Laura Yuri Yokomichi
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Técnicas biossensoriais   Anticorpos monoclonais

Resumo

O projeto a ser desenvolvido pela aluna é parte de um projeto mais abrangente, que tem como objetivo o desenvolvimento de imunossensores a partir de anticorpos monoclonais imobilizados sobre matrizes poliméricas em filmes nanoestruturados (Projeto Universal 480896/2013-5). A proposta é baseada na imobilização do anticorpo monoclonal anti-PDF (produto de degradação da fibrina,) sobre a fibroína da seda em filmes automontados para o diagnostico de tromboembolismo venoso. Inicialmente será necessário padronizar o método de imobilização das biomoléculas e investigar os mecanismos moleculares envolvidos na interação entre a fibroína da seda e o anticorpo anti-PDF. Estes estudos serão realizados utilizando técnicas espectroscópicas, UV-visível e fluorescência. A resposta do immunosensor será investigada através da interação antígeno-anticorpo, isto é do D-dímero, que é o produto de degradação da fibrina, e anti-PDF, que será monitorada com medidas de impedância elétrica e/ou eletroquímica.