Busca avançada
Ano de início
Entree

Disciplina de Prática de Ensino de Química: Espaço para a Formação de Base de Conhecimento de Licenciandos em Química sobre a Argumentação

Processo: 13/21525-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 25 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Salete Linhares Queiroz
Beneficiário:Ariane Baffa Lourenço
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/18788-6 - Disciplina de prática de ensino de química: espaço para a formação de base de conhecimento de licenciandos em química sobre a argumentação, BE.EP.PD
Assunto(s):Formação de professores   Argumentação

Resumo

Nas aulas de Ciências são enfatizados os conteúdos científicos referentes a esta disciplina. No entanto, as novas orientações curriculares destacam a importância da abordagem de questões que fomentem o entendimento sobre a natureza da Ciência por parte dos alunos e o engajamento em atividades argumentativas. Com o intuito de incorporar tais atividades ao ensino de Ciências é necessário que os professores adotem abordagens dialógicas, que envolvam os alunos em discussões, e que também considerem a maneira como eles próprios interagem com a turma para desencadear a argumentação. O presente projeto tem como objetivo desenvolver, colocar em funcionamento e investigar o potencial de um programa de formação que visa subsidiar licenciandos em Química, matriculados em disciplina de Prática de Ensino, na colocação em prática de atividades argumentativas no Ensino Médio. A pesquisa será realizada em duas etapas. Na primeira etapa os licenciandos participarão de aulas nas quais serão discutidas estratégias pedagógicas e materiais didáticos potencialmente capazes de favorecer a argumentação em ambientes de ensino, assim como modelos e perspectivas teóricas sobre a argumentação. Na segunda etapa eles elaborarão projetos de regência, ministrarão aulas de Química individualmente, referentes aos projetos, e participarão de discussões coletivas sobre episódios extraídos das regências. Estas serão gravadas em áudio e vídeo e a investigação das ações didáticas propostas pelos licenciandos nos planos de regência e colocadas em funcionamento nas mesmas serão investigadas na perspectiva da promoção da argumentação. Entrevistas individuais serão também realizadas com os licenciandos após o término da dinâmica, tendo em vista o conhecimento sobre as suas percepções a respeito da argumentação e a sua integração ao ensino de Ciências.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARIANE BAFFA LOURENÇO; JERINO QUEIROZ FERREIRA; SALETE LINHARES QUEIROZ. Licenciandos em química e argumentação científica: tendências nas ações discursivas em sala de aula. Química Nova, v. 39, n. 4, p. 513-521, Maio 2016.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.