Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil fenotípico e capacidade migratória de células dendríticas após fagocitose de células apoptóticas

Processo: 14/03967-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandra Ivo de Medeiros
Beneficiário:Letícia de Aquino Penteado
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/17611-7 - Efeito da fagocitose de células apoptóticas por células dendríticas na diferenciação de células Th17: função de PGE2, AP.JP
Assunto(s):Dinoprostona   Células dendríticas   Movimento celular   Fagocitose   Apoptose   Linfócitos T

Resumo

Células Dendríticas (CD) são células profissionais na apresentação de antígenos e uma das mais hábeis em induzir a ativação e diferenciação de células T naive nas diferentes subpopulações de linfócitos: Th1, Th2, Th17 e Treg. Em situações homeostáticas, CD imaturas estão presentes nos tecidos e, juntamente com os macrófagos, representam a primeira linha de defesa do hospedeiro contra microrganismos. Durante um processo infeccioso, as CD imaturas fagocitam o patógeno e adquirem um fenótipo maduro, o que favorece a migração destas células para órgãos linfoides proximais, criando, desta forma, uma ponte entre as respostas inata e adaptativa do sistema imune. A mudança de perfil das CD, de imaturo a maduro, ocorre a partir da fagocitose ou interação com patógenos via PRRs resultando não apenas em mudança morfológica, mas também na expressão de receptores de quimiocinas, moléculas de MHC-II e co-estimuladoras (CD-80 e CD-86) que favorecem a ativação das células T no linfonodo. Durante o processo de maturação, estas células dendríticas passam também a expressar receptores de quimiocinas, como CCR-7, que permitem o recrutamento destas células para região paracortical do linfonodo proximal. O recrutamento destas CD para essa região rica em células T é controlada por quimiocinas como CCL19 e CCL21 produzidas pelas células estromais da região rica em células T do linfonodo. A apoptose é um processo fisiológico durante o desenvolvimento e remodelamento dos tecidos e a remoção destas células por fagócitos é crucial para a manutenção da tolerância ao próprio. A fagocitose de células apoptóticas não infectadas sabidamente promove a produção de mediadores anti-inflamatórios como TGF-², IL-10 e PGE2 que favorece in vitro a diferenciação de células T reg. No entanto, durante um processo infeccioso, a fagocitose de células apoptóticas infectadas, ou seja, contendo PAMP associado, promove in vitro a produção de mediadores como IL-23, TGF-² e IL-6 por células dendríticas. A produção destas citocinas promove a condição necessária para a geração de células Th17 e desvenda um novo mecanismo fisiológico para a geração das mesmas. Por outro lado, a hipótese deste projeto é que fagocitose de células apoptóticas, infectadas e não infectadas, por células dendríticas poderia interferir no processo de maturação e capacidade migratória destas células para os linfonodos, assim como na diferenciação de sub populações de linfócitos T.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DEJANI, NAIARA NAIANA; ORLANDO, ALLAN BOTINHON; NINO, VICTORIA EUGENIA; PENTEADO, LETICIA DE AQUINO; VERDAN, FELIPE FORTINO; RIBEIRO BAZZANO, JULIA MIRANDA; CODO, ANA CAMPOS; GUERTA SALINA, ANA CAROLINA; SARAIVA, AMANDA CORREIA; AVELAR, MATHEUS ROSSI; SPOLIDORIO, LUIS CARLOS; SEREZANI, C. HENRIQUE; MEDEIROS, ALEXANDRA IVO. Intestinal host defense outcome is dictated by PGE(2) production during efferocytosis of infected cells. PROCEEDINGS OF THE NATIONAL ACADEMY OF SCIENCES OF THE UNITED STATES OF AMERICA, v. 115, n. 36, p. E8469-E8478, SEP 4 2018. Citações Web of Science: 0.
PENTEADO, LETICIA DE AQUINO; DEJANI, NAIARA NAIANA; VERDAN, FELIPE FORTINO; ORLANDO, ALLAN BOTINHON; NINO, VICTORIA EUGENIA; DIAS, FERNANDA DE NUZZI; GUERTA SALINA, ANA CAROLINA; MEDEIROS, ALEXANDRA IVO. Distinctive role of efferocytosis in dendritic cell maturation and migration in sterile or infectious conditions. IMMUNOLOGY, v. 151, n. 3, p. 304-313, JUL 2017. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.