Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel do gene Slc11a1 e de genótipos selecionados para mínima e máxima reatividade inflamatória no processo de processo de reparo ósseo alveolar em camundongos

Processo: 13/25824-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Gustavo Pompermaier Garlet
Beneficiário:Priscila Maria Colavite Machado
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Reparo ósseo

Resumo

O tecido ósseo é um tecido mineralizado constituído por diferentes tipos celulares e por uma matriz óssea; periodicamente remodelada, e passível de reparo pela produção de um novo tecido no local com características morfofuncionais semelhantes às do tecido ósseo original. Em relação à remodelação óssea alveolar, pouco se sabe a respeito de possíveis influências da interação entre o sistema ósseo e imunológico no processo de formação e de reparo ósseo, bem como os mecanismos moleculares envolvidos em tal processo permanecem desconhecidos. Nesse contexto, nosso grupo de pesquisa (Processos FAPESP 2010/10379-9, 2010/15755-9 e 2012/16404-0) tem estudado o processo de reparo alveolar em camundongos (Vieira et al., 2013; demais manuscritos submetidos e em preparação) utilizando técnicas histomorfometrica, microtomografia, além de analises proteicas (ELISA) e moleculares (RealTimePCR e PCRarray) em linhagens isogências e knockout. Os resultados até agora obtidos (Vieira et al., 2013) demonstram que tanto citocinas inflamatórias como anti-inflamatórias apresentam um papel importante no processo de reparo, modulando desde o influxo de células inflamatórias até o recrutamento de células mesenquimais (MSCs) e o processo de osteogênese reparativa. De forma interessante, dentre as diversas linhagens analisadas em estudo piloto, identificamos duas linhagens com comportamento dicotômico frente ao reparo ósseo alveolar: a linhagem AIRmax apresenta um processo de reparo mais rápido e eficiente quando comparada a linhagem AIRmin, sendo fundamental destacar que tais linhagens são derivadas de seleção genética focada na máxima (AIRmax) ou mínima (AIRmin) reação inflamatória. Utilizando tais linhagens, é possível estudar o efeito dos genótipos/fenótipos inflamatórios em relação a remodelação óssea; estando a responsividade diferencial dos camundongos AIRmin e AIRmax atribuída a (1) presença dos alelos R e/ou S do gene Slc11a1 e/ou (2) QTLs (Quantitative Trait Loci) responsáveis pelo controle da responsividade inflamatória dicotômica das linhagens AIRmin e AIRmax (Borrego et al., 2006; De Franco et al., 2007; Peters et al., 2007; Galvan et al., 2011). Nesse contexto, este projeto tem como objetivo caracterizar o papel do gene Slc11a1 (alelos R e S) e de genótipos selecionados para mínima e máxima reatividade inflamatória (QTLs min e max) no processo de processo de reparo ósseo alveolar em camundongos. Para tanto, camundongos de background genético AIRmaxRR, AIRmaxSS, AIRminRR e AIRminSS, serão avaliados quanto ao reparo ósseo alveolar pós exodontia nos tempos de 0, 3, 7 e 14 dias. As amostras serão analisadas histomorfometricamente (histomorfometria e analise por picro-sirius) e por µCT, de modo a determinar a cinética de reparo dos defeitos ósseos. Numa segunda etapa as amostras serão avaliadas em relação ao perfil inflamatório/imunológico, através da analise de citocinas por PCRarray e ELISA, assim como para a expressão de marcadores ósseos e marcadores de reparo tecidual. Dessa forma, a utilização de camundongos AIRmaxRR, AIRmaxSS, AIRminRR e AIRminSS irá promover conhecimentos específicos a respeito do papel do gene Slc11a1 e QTLs inflamatórios que possam contribuir de forma significativa no processo de remodelação óssea e também permitirá o estabelecimento de uma relação de causa/efeito entre as citocinas, a magnitude do processo imune/inflamatório e no processo de reparo alveolar.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COLAVITE, PRISCILA MARIA; VIEIRA, ANDREIA ESPINDOLA; PALANCH REPEKE, CARLOS EDUARDO; DE ARAUJO LINHARI, RAFAELLA PAVANELLI; CARNEIRO SPERA DE ANDRADE, RAISSA GONSALVES; BORREGO, ANDREA; DE FRANCO, MARCELO; TROMBONE, ANA PAULA FAVARO; GARLET, GUSTAVO POMPERMAIER. Alveolar bone healing in mice genetically selected in the maximum (AIRmax) or minimum (AIRmin) inflammatory reaction. CYTOKINE, v. 114, p. 47-60, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MACHADO, Priscila Maria Colavite. Papel do gene Slc11a1 e de genótipos selecionados para mínima e máxima reatividade inflamatória no processo de reparo ósseo alveolar em camundongos. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.