Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do Sistema Calicreina-Cinina na neurogênese, proliferação e diferenciação de precursores neurais de pacientes com doença Esclerose Lateral Amiotrófica até neurônios colinérgicos.

Processo: 13/25338-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Alexander Henning Ulrich
Beneficiário:Laura Sardá Arroyo
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/12935-0 - Avaliação do sistema calicreína-cinina na neurogênese, proliferação e diferenciação de precursores neurais de pacientes com doença esclerose lateral amiotrófica até neurônios colinérgicos até motoneurônios maduros, BE.EP.DR
Assunto(s):Degeneração neural   Células-tronco pluripotentes induzidas   Neurociências   Neurogênese   Sistema calicreína-cinina

Resumo

As cininas são oligopeptídeos biologicamente ativos que são gerados pela clivagem proteolítica de cininógenos graças à ação de enzimas calicreinas. As cininas são conhecidas principalmente pela sua atuação nos processos inflamatórios e na regulação cardiovascular. Recentes estudos ampliaram os horizontes das suas funções fisiológicas. Experimentos in vitro demonstraram que a bradicinina (BK), um tipo de cinina bioativa, por meio da ativação do receptor de BK 2 (B2BKR) aumenta a neurogênese em diferentes tipos celulares (células tronco neuronais de telencéfalo embrionário, células P19 murinas) enquanto à inibição de B2BKR por HOE-140 promove gliogênese. Estudos preliminares desenvolvidos no nosso laboratório mostraram em um modelo de rato lesionado com 6-OHDA e tratado posteriormente com BK, melhoras nos testes comportamentais e ensaios imunohistoquímicos. Foi observado que a modulação de B2BKR está implicada na morte celular em doenças neurodegenerativas. Contudo, nunca antes foi estudado o sistema calicreina-cinina (SCC) nem a BK na esclerose lateral amiotrófica (ALS). Propomos o estudo do SCC na neurogênese, proliferação e diferenciação de células tronco pluripotentes induzidas (iPSC) a partir de fibroblastos de doentes de ALS até neurônios colinérgicos. Determinaremos possíveis alterações que possam existir nos mesmos. Empregaremos iPSC como modelo de neurogênese e modelagem de doenças degenerativas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OLIVEIRA-GIACOMELLI, AGATHA; NAALDIJK, YAHAIRA; SARDA-ARROYO, LAURA; GONCALVES, MARIA C. B.; CORREA-VELLOSO, JULIANA; PILLAT, MICHELI M.; DE SOUZA, HELLIO D. N.; ULRICH, HENNING. Purinergic Receptors in Neurological Diseases With Motor Symptoms: Targets for Therapy. FRONTIERS IN PHARMACOLOGY, v. 9, APR 10 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.