Busca avançada
Ano de início
Entree

Luz Visivel durante o crescimento micelial altera expressão gênica e tolerância a condições de estresse de conídios em fungos entomopatogênicos

Processo: 13/25964-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Drauzio Eduardo Naretto Rangel
Beneficiário:Luciana Pereira Dias
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/06374-1 - Luz visível durante o crescimento induz aumento de tolerância de conídios a diferentes condições de estresse em fungos, AP.JP
Assunto(s):Deleção de genes   Plasticidade fenotípica   Expressão gênica

Resumo

A luz visível influencia o metabolismo primário e secundário, crescimento e desenvolvimento sexual e assexual em muitas espécies de fungos. No entanto, pouco se sabe sobre os efeitos da luz durante o crescimento micelial sobre a tolerância ao estresse de conídios em desenvolvimento. Neste estudo, os conídios de diversos fungos entomopatogénicos serão produzidos sob luz visível contínua e escuro e a tolerância de conídios será avaliada sob diferentes condições de stress, incluindo a radiação ultravioleta, o stress osmótico, e estresse causado pelo agente genotóxico 4-nitroquinolina-1-óxido, um agente genotóxico. O mecanismo celular no qual a luz altera a tolerância ao stress será avaliado com base na expressão diferencial de genes. Além disso, o mecanismo de detecção de luz em M. robertsii (ARSEF 2575) será avaliado com base na supressão dos genes chamados white collar-1. Os genes white collar-1 que codificam proteínas são melhor compreendidas no fotorreceptor WC-1 de Neurospora crassa. Os genes que fazem parte do domínio LOV (luz, oxigênio ou voltagem), são similar aos que estão presentes nos receptores de luz azul em fungos. Os resultados fornecerão uma visão sobre o efeito da luz sobre conídios em vários fungos utilizados para controle de insetos. Os fungos cujos conídios são mais resistentes ao estresse podem ser utilizados na produção em larga escala.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARAUJO, CLAUDINEIA A. S.; DIAS, LUCIANA P.; FERREIRA, PAULO C.; MITTMANN, JOSANE; PUPIN, BRENO; BRANCINI, GUILHERME T. P.; BRAGA, GILBERTO U. L.; RANGEL, DRAUZIO E. N. Responses of entomopathogenic fungi to the mutagen 4-nitroquinoline 1-oxide. FUNGAL BIOLOGY, v. 122, n. 6, SI, p. 621-628, JUN 2018. Citações Web of Science: 1.
DIAS, LUCIANA P.; ARAUJO, CLAUDINEIA A. S.; PUPIN, BRENO; FERREIRA, PAULO C.; BRAGA, GILBERTO U. L.; RANGEL, DRAUZIO E. N. The Xenon Test Chamber Q-SUN (R) for testing realistic tolerances of fungi exposed to simulated full spectrum solar radiation. FUNGAL BIOLOGY, v. 122, n. 6, SI, p. 592-601, JUN 2018. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DIAS, Luciana Pereira. Luz visível e limitação de oxigênio durante o crescimento micelial de fungos entomopatogênicos alteram expressão gênica e tolerância de conídios a condições de estresse. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de Lorena Lorena.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.