Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de diferentes aditivos na alimentação de vacas leiteiras

Processo: 13/24597-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Francisco Palma Rennó
Beneficiário:Thiago Henrique Annibale Vendramini
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Produção de leite   Quitosana   Monensin   Fermentação ruminal   Óleos essenciais

Resumo

Baseada na busca pela adequada exploração da capacidade produtiva do animal e a máxima obtenção da lucratividade, necessária no cenário mundial apresentado nos últimos anos, surgiram novas alternativas que influenciam positivamente o desempenho do animal, como exemplo, a utilização de ionóforos na alimentação de bovinos. A monensina é um antimicrobiano ionóforo que atua na manipulação da fermentação ruminal, contribuindo para o aumento do desempenho animal. Entretanto, além da busca pela maior eficiência produtiva, surge também a preocupação dos mercados consumidores com relação a saúde humana, criando regras para o uso destes aditivos na alimentação animal. Desta maneira, compostos naturais alternativos vêem sendo desenvolvidos com este propósito, atendendo às necessidades do mercado nacional e, especialmente, internacional. Dentre os compostos naturais utilizados destaque para os óleos essenciais (compostos secundários de várias partes de plantas) e a quitosana (um biopolímero natural derivado da quitina, exoesqueleto de crustáceos e insetos). Estes compostos têm despertado interesse quanto ao seu uso, por apresentarem em pesquisas recentes respostas semelhantes à utilização de ionóforos, no que tange o balanço populacional de micro-organismos no ambiente ruminal. No entanto, são escassos na literatura os estudos que especificamente avaliam e comparam a utilização da monensina, óleos essenciais, e a quitosana. A hipótese científica a ser avaliada neste projeto de pesquisa sugere que a utilização de óleos essenciais (Crina® Ruminants, DSM Nutritional Products - compostos de óleos essenciais, incluindo óleo de timol, eugenol, vanilina, guaiacol e limoneno) ou quitosana na alimentação de vacas leiteiras apresentam resultados similares a utilização de monensina sódica, e influenciam positivamente o desempenho produtivo, digestão e metabolismo de vacas leiteiras no início de lactação. O presente estudo será conduzido para avaliar a utilização de diferentes aditivos na alimentação de vacas em lactação e avaliar o efeito sobre o consumo e digestibilidade aparente total da matéria seca e nutrientes, a fermentação e síntese de proteína microbiana ruminal, produção e composição do leite, perfil metabólico e balanço de nitrogênio.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VENDRAMINI, T. H. A.; TAKIYA, C. S.; SILVA, T. H.; ZANFERARI, F.; RENTAS, M. F.; BERTONI, J. C.; CONSENTINI, C. E. C.; GARDINAL, R.; ACEDO, T. S.; RENNO, F. P. Effects of a blend of essential oils, chitosan or monensin on nutrient intake and digestibility of lactating dairy cows. ANIMAL FEED SCIENCE AND TECHNOLOGY, v. 214, p. 12-21, APR 2016. Citações Web of Science: 11.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VENDRAMINI, Thiago Henrique Annibale. Avaliação de aditivos na alimentação de vacas leiteiras. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Pirassununga.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.