Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização biológica, imunológica e molecular de um Tobamovirus de Hibiscus rosa sinensis, detectado no Brasil

Processo: 13/25675-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Elliot Watanabe Kitajima
Beneficiário:Pedro Moretti Alves
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Tobamovirus

Resumo

Hibiscus spp. são malváceas ornamentais, com várias espécies, de origem na Australasia ou Africa. São cultivadas em parques, jardins e cerca-viva. A espécie mais comum é Hibiscus rosa sinensis L., com formas de miniplantas e arbustos, de flores de cores variadas e pétalas simples ou dobradas. Outros Hibiscus spp. entre nós são H. schizopetalus e H. syriacus. Estas plantas são propagadas por estaquia, que resulta no acúmulo de diversos vírus, os quais potencialmente podem prejudicá-las. A maioria destes vírus já foi identificada entre nós. Tobamovirus, respectivamente o vírus latente do hibisco de Singapura e Fort Price [Hbiscus latent vírus Singapore (HLVS) e Hibiscus latent virus Fort Pierce (HLVFP) foram recentemente descritos na Asia e EUA, mas não há registros formais de sua ocorrência no Brasil. Embora próximos, as diferenças na sequência de seus genomas são suficientes para serem consideradas espécies distintas. Num recente levantamento de vírus em hibisco, foi encontrado em amostra procedente de um viveiro de Limeira, SP, um Tobamovirus. Pretende-se, usando ensaios biológicos, morfológicos, imunológicos e moleculares, caracterizá-lo e identificá-lo, verificando se corresponde a uma das espécies descritas, ou eventualmente uma nova. Espera-se purificar o vírus e gerar antissoro específico para ensaios de imunodetecção. Será avaliada a gama de hospedeiras, avaliar eventuais prejuízos resultantes da infecção e tentar produzir plantas livres de vírus. A execução do projeto possibilitará ao candidato à bolsa de IC familiarizar-se com as técnicas básicas em virologia vegetal.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.