Busca avançada
Ano de início
Entree

Missões jesuíticas na Amazônia: estratégias de conversão e agência indígena em Maynas e Mojos, 1638-1767

Processo: 14/04575-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Pedro Luis Puntoni
Beneficiário:Francismar Alex Lopes de Carvalho
Supervisor no Exterior: Emilio José Luque Azcona
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Sevilla (US), Espanha  
Vinculado à bolsa:12/06580-6 - O governo dos índios: instituições municipais ibéricas e identidades indígenas nas missões de Maynas e Mojos (segunda metade do século XVIII), BP.PD
Assunto(s):Política indigenista

Resumo

Embora as missões de Maynas, estabelecidas nas franjas orientais da Audiência de Quito desde 1638, constituíssem um dos principais empreendimentos dos jesuítas na América espanhola, localizadas em uma posição estratégica nos vales dos rios Marañón, Napo e Amazonas, os estudos disponíveis sobre essa região são ainda escassos. É assim que temas centrais, como as peculiaridades que pudessem assumir as estratégias de urbanização e de evangelização e as respostas dos índios amazônicos, não foram todavia suficientemente problematizados. Como ocorreu em outras regiões, os jesuítas adaptaram à realidade amazônicas as instituições municipais ibéricas, como os cabildos, as cofradías e as milícias. Este projeto de pesquisa analisa de que maneira a participação dos índios missioneiros em instituições municipais e a apropriação que fizeram da doutrina cristã influíram na formação de suas identidades. Problematização que tem especial relevância para as missões de Maynas porque os jesuítas experimentaram ali dificuldades específicas, como a grande diversidade linguística e cultural, o elevado número de reduções, a falta de missionários e as incursões de escravistas portugueses. A hipótese sustentada por esta investigação sugere que, na emergência de identidades municipais nas missões, o fator crucial terá sido a permanência, sob novas convenções, de esquemas de classificação propriamente indígenas, na tradução dos elementos da vida urbana e do cristianismo. Uma comparação com as missões de Mojos, instaladas pelos jesuítas nas terras baixas amazônicas da atual Bolívia, permitirá conhecer melhor as especificidades da situação de Maynas: embora os jesuítas encontrassem em Mojos as mesmas dificuldades já referidas, as missões alcançaram grande prosperidade material e estabilidade demográfica. Para a boa consecução dos objetivos desta investigação é imprescindível a consulta sistemática e a transcrição dos fundos documentais manuscritos localizados em arquivos espanhóis. A realização de uma estância de investigação na Universidade de Sevilha, Espanha, pelo período de 7 meses, permitirá a consulta dos arquivos e bibliotecas que guardam materiais de fundamental relevância. Por essa razão, esta proposta apresenta uma síntese do projeto de pesquisa e um plano detalhado seguido de um cronograma das atividades a realizar no exterior. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE CARVALHO, FRANCISMAR ALEX LOPES. Between Potosi and El Dorado: arbitrismo and political communication in early seventeenth-century Peru. COLONIAL LATIN AMERICAN REVIEW, v. 29, n. 1, p. 47-72, JAN 2 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.