Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre consumo de carne e aminas heterocíclicas e marcadores bioquímicos e genéticos

Processo: 14/04607-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Dirce Maria Lobo Marchioni
Beneficiário:Aline Martins de Carvalho
Supervisor no Exterior: Lu Qi
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Cambridge, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/10965-0 - Consumo de carnes e aminas heterocíclicas e sua relação com biomarcadores de exposição e suscetibilidade para câncer no estudo ISA-Capital, BP.DR
Assunto(s):Análise de dados   Carnes e derivados   Polimorfismo de um único nucleotídeo   Consumo de alimentos   Neoplasias

Resumo

Introdução: O consumo de carnes em excesso, especialmente carne vermelha e processada, tem sido associado a doenças crônicas, como o câncer. Um dos mecanismos para essa associação é o teor de compostos carcinogênicos, como as aminas heterocíclicas (AH), formados na cocção da carne. No processo de detoxificação destes carcinógenos são geradas espécies reativas, que podem causar estresse oxidativo e dano ao DNA, aumentando risco para câncer. As enzimas envolvidas neste processo têm capacidades de detoxificação diferentes entre as pessoas, devido aos polimorfismos de nucleotídeo único (SNP) de genes que codificam tais enzimas. Objetivo: Analisar o consumo de carne e AH e sua relação com marcadores bioquímicos (malonaldeído e adutos de DNA), genéticos (polimorfismos de genes que codificam enzimas envolvidas no metabolismo de interesse) e ambientais (tabagismo), além de fatores sociais e demográficos (sexo, idade, renda familiar). Metodologia: O presente estudo foi conduzido em uma amostra representativa de 548 indivíduos, com idade igual ou superior a 20 anos do município de São Paulo. Dados dietéticos, antropométricos e amostras de plasma e DNA foram coletados. Estão sendo finalizadas as análises bioquímicas (malonaldeído, SNP, adutos de DNA). Modelos múltiplos serão testados, considerando o consumo dietético, as concentrações sanguíneas dos marcadores e a interação pela presença das variantes genéticas envolvidas no metabolismo das aminas heterocíclicas. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE CARVALHO, ALINE MARTINS; FALCAO DE OLIVEIRA, ANTONIO ANAX; DE MELO LOUREIRO, ANA PAULA; FIGARO GATTAS, GILKA JORGE; FISBERG, REGINA MARA; MARCHIONI, DIRCE MARIA. Arginine intake is associated with oxidative stress in a general population. NUTRITION, v. 33, p. 211-215, JAN 2017. Citações Web of Science: 3.
DE CARVALHO, ALINE MARTINS; CASTRO SELEM, SORAYA SANT'ANA DE; MIRANDA, ANDREIA MACHADO; MARCHIONI, DIRCE MARIA. Excessive red and processed meat intake: relations with health and environment in Brazil. BRITISH JOURNAL OF NUTRITION, v. 115, n. 11, p. 2011-2016, JUN 14 2016. Citações Web of Science: 6.
DE CARVALHO, ALINE MARTINS; FERREIRA CARIOCA, ANTONIO AUGUSTO; FISBERG, REGINA MARA; QI, LU; MARCHIONI, DIRCE MARIA. Joint association of fruit, vegetable, and heterocyclic amine intake with DNA damage levels in a general population. NUTRITION, v. 32, n. 2, p. 260-264, FEB 2016. Citações Web of Science: 4.
CARVALHO, A. M.; MIRANDA, A. M.; SANTOS, F. A.; LOUREIRO, A. P. M.; FISBERG, R. M.; MARCHIONI, D. M. High intake of heterocyclic amines from meat is associated with oxidative stress. BRITISH JOURNAL OF NUTRITION, v. 113, n. 8, p. 1301-1307, APR 28 2015. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.