Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca por parceiros de interação de proteínas com domínios GGDEF/EAL envolvidas na adaptação a antibióticos

Processo: 14/02381-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Regina Lúcia Baldini
Beneficiário:Gianlucca Gonçalves Nicastro
Supervisor no Exterior: Sophie de Bentzmann
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Institut de Microbiologie de la Méditerranée (IMM), França  
Vinculado à bolsa:13/02375-1 - O papel de proteínas envolvidas no metabolismo de c-di-GMP na resistência a antibióticos em Pseudomonas aeruginosa, BP.PD
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Pseudomonas aeruginosa   Antibióticos

Resumo

Recentemente, o bis-(3',5')-di-guanosina monofosfato cíclico (c-di-GMP) surgiu como uma importante molécula sinalizadora nas bactérias. Essa molécula foi identificada como uma das responsáveis pelo controle do comportamento bacteriano e está relacionada com a patogenicidade e a adaptação de diversas bactérias, coordenando a expressão de genes envolvidos com virulência, motilidade e formação de biofilme. O mecanismo pelo qual c-di-GMP atua vem sendo motivo de estudo de vários grupos de pesquisa nos últimos anos. Já foi demonstrado o papel dessa molécula em diferentes etapas do controle da expressão gênica. Acredita-se que a manipulação dos níveis de c-di-GMP pode ser uma nova abordagem terapêutica contra bactérias patogênicas. Pseudomonas aeruginosa é uma proteobactéria do grupo gama, que atua como um patógeno oportunista, causando infecções em pacientes imunocomprometidos, sendo o maior causador de infecções crônicas em pacientes portadores de fibrose cística. O genoma de P. aeruginosa PA14 apresenta vários genes que codificam proteínas envolvidas no metabolismo e/ou ligação de c-di-GMP, o que pode indicar um amplo papel regulatório deste nucleotídeo nessa bactéria. Uma associação infundada entre níveis elevados de c-di-GMP e a resistência aos antibióticos é geralmente assumida, já que altos níveis de c-di-GMP levam à formação de biofilme, que é comprovadamente um modo de crescimento mais resistente. Recentemente, o nosso grupo demonstrou o papel de c-di-GMP na resistência a antibióticos, independente da formação de biofilme, mas o exato mecanismo molecular de como isso ocorre ainda não está claro. Resultados preliminares mostram que várias linhagens mutantes em proteínas relacionadas ao metabolismo de c-di-GMP apresentam curvas de cescimento diferentes da linhagem selvagem, quando cultivadas em meio com concentrações sub-inibitórias de antibióticos. As proteínas codificadas por esses genes relevantes na adaptação de P. aeruginosa a antibióticos serão utilizadas como isca para uma biblioteca de duplo-hídrido, buscando-se assim por parceiros de interação que participem dessas vias dependentes de c-di-GMP. As interações encontradas serão validadas por ensaios de co-imunoprecipitação. Assim, pretende-se expandir a compreensão dos mecanismos que ligam a concentração intracelular de c-di-GMP a uma maior ou menor adaptação a antibióticos. (AU)