Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabilidade da função pulmonar com PEEP escolhida por Manobra de Titulação Rápida versus Lenta durante uma Estratégia Ventilatória Protetora em modelo suíno

Processo: 13/16257-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Marcelo Britto Passos Amato
Beneficiário:Tatiana de Arruda Ortiz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pneumologia   Tomografia de impedância elétrica   Respiração artificial

Resumo

Introdução: A manobra de recrutamento alveolar (MRA) é utilizada nos casos de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA) para abertura de unidades alveolares colapsadas nas regiões dependentes de gravidade, o que pode melhorar a oxigenação e reduzir o risco de lesão induzida pelo ventilador. Após a MRA, o adequado ajuste da PEEP permite manter alvéolos abertos. Ainda é controverso qual o modo mais adequado e prático de escolher a PEEP. A tomografia de impedância elétrica (TIE) tem se mostrado uma ferramenta útil à beira do leito para avaliar dinamicamente alterações pulmonares regionais, permitindo a escolha de uma PEEP que minimize tanto o colapso pulmonar nas regiões dependentes quanto a hiperdistensão nas regiões não-dependentes e, também, a avaliação da função pulmonar ao longo do tempo. Objetivos: Em modelo experimental de SDRA, 1) Comparar, através da TIE, o ajuste de PEEP por titulação decrescente de forma rápida (40 segundos em cada valor de PEEP) com a titulação decrescente da PEEP realizada de forma lenta (4 minutos em cada PEEP); 2) Verificar, através da TIE, a estabilidade pulmonar (evolução do colapso, complacência regional e shunt) durante 1 hora de ventilação mecânica em três valores de PEEP: menor PEEP, que pelo procedimento de titulação rápida, determina colapso iguais a 0, 1% e 3% da massa de tecido pulmonar; 3)Analisar as variáveis hemodinâmicas ao longo da titulação rápida e lenta, bem como durante a ventilação por 1 hora nas três situações; 4) Identificar qual a "PEEP ótima" pela titulação rápida e lenta, ou seja, a menor PEEP que ao longo do tempo, mantém estabilidade pulmonar.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.