Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de homeopatia para aumento de produtividade no cultivo de tilápias (Oreochromis niloticus)

Processo: 14/03843-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Vander Bruno dos Santos
Beneficiário:Vinicius Vasconcelos Silva
Instituição-sede: Departamento de Descentralização do Desenvolvimento (APTA Regional). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Tecido adiposo   Piscicultura

Resumo

O sistema de cultivo intensivo, usualmente praticado pelas pisciculturas, caracteriza-se pelo aumento da densidade de estocagem de peixes, visando a máxima produção. Isso tem proporcionado maior estresse dos animais e quando associado ao manejo inadequado e má qualidade da água tem provocado diminuição no desempenho. A busca por rações de melhores qualidades e aditivos que possam ser incorporados com o intuito de melhorias no desempenho dos animais tem sido tema de grande diversidades de estudos no cultivo de tilápias. Objetiva-se avaliar a influência do produto homeopático Fator Pró Digestão Aquicultura® - Laboratório Arenales no crescimento de tilápias (Oreochromis niloticus). Serão determinandas medidas de desempenho e morfometria dos peixes. Também serão avaliadas as características de carcaça, rendimentos, teor de gordura da carne e desenvolvimento do tecido muscular e adiposo subcutâneo ventral. O experimento será conduzido no Pólo Regional da Alta Sorocabana - APTA. Alevinos serão cultivados em dois sistemas de recirculação contendo caixas d'água de 0,25 m³ , em uma densidade de 60 peixes/m³. Os peixes serão alimentados duas vezes ao dia, com uma mesma ração comercial, específica para cada fase de crescimento. O produto homeopático será incorporado na ração na dosagem de 8 g/kg de ração. Com o crescimento dos animais, serão feitas amostragens de cinco peixes de cada tanque nos dias 0, 60, 120, 180 e 240. Os peixes amostrados serão pesados, medidos em comprimento. Serão determinados medidas de desempenho como sobrevivência, ganho de peso e conversão alimentar em cada período. O modelo de crescimento exponencial também será ajustado para determinação e comparação das taxas de crescimento. Ao final do experimento serão avaliadas diferentes medidas morfométricas corporais, os índices viscerossomático (IVS) e hepatossomático (IHS), características de carcaça como rendimento de filé e teor de gordura. Também serão avaliadas as fibras musculares da região e os adipócitos subcutâneos ventrais quanto a caracterização de hipertrofia e hiperplasia. O delineamento experimental será inteiramente casualizado com dois tratamentos (grupo controle e grupo tratado com o produto homeopático) e 8 repetições (tanques), utilizando-se dados de 3 peixes de cada tanque.