Busca avançada
Ano de início
Entree

A ortografia na sala de aula: o que revelam os textos produzidos por alunos do Ensino Fundamental I

Processo: 14/01148-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Ana Luzia Videira Parisotto
Beneficiário:Patrícia Regina de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Língua portuguesa

Resumo

Houve um tempo em que o professor cobrava a escrita na norma ortográfica com todo o rigor, todavia se o aluno demonstrasse não saber as regras, acabava não avançando nas séries subsequentes. Posteriormente, o professor passou a entender que havia outras dimensões linguísticas a serem analisadas e que o aluno podia escrever do jeito que quisesse, desde que escrevesse. A ortografia seria aprendida depois, como parte do desenvolvimento escolar. O problema é que a escola não tem se preocupado em fazer com que os alunos reflitam sobre as dificuldades ortográficas. Não estamos relegando o trabalho com a leitura e a produção de textos a uma esfera secundária, mas enfatizamos a importância de um ensino sistemático da ortografia a fim de que os alunos possam apropriar-se das convenções ortográficas, já que tal apropriação pode não ocorrer somente por meio do contato com livros e outros materiais impressos de qualidade ou simplesmente com o avanço na escolaridade. Nesse sentido, esta pesquisa objetiva propiciar a reflexão sobre o ensino da ortografia em uma escola municipal de Presidente Prudente, por meio da análise dos erros ortográficos produzidos por alunos do 5º ano do Ensino Fundamental. O corpus da pesquisa será composto por produções textuais de todas as turmas de quinto ano de uma escola pública, situada no município de Presidente Prudente/SP. Nesta investigação utilizaremos a abordagem quali/quantitativa, por meio da qual descreveremos, categorizaremos e indicaremos a frequência dos erros ortográficos presentes nas produções textuais, à luz da classificação estabelecida por Morais (2009).

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.