Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição do sistema âncora para o controle da estabilidade durante a marcha tandem no chão e na trave de equilíbrio em adultos jovens e idosos

Processo: 13/23791-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Renato de Moraes
Beneficiário:Andréia Abud da Silva Costa
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Idosos   Comportamento motor

Resumo

A adição de informação háptica por meio do sistema âncora melhora o controle postural e esse efeito parece ser mais efetivo em tarefas posturais mais desafiadoras, já que nessas tarefas há maior necessidade de integração e uso efetivo da informação adicional. Apesar do estudo anterior desenvolvido pela bolsista ter mostrado uma redução da variabilidade do tronco com o uso do sistema âncora, esse efeito não foi persistente após a retirada do sistema âncora. O número reduzido de tentativas de prática ou a tarefa ser pouco desafiadora pode explicar esse resultado. No presente estudo, o foco será investigar a contribuição do sistema âncora durante a marcha com diferentes níveis de dificuldade. Realizar a marcha tandem sobre uma trave de equilíbrio é mais desafiador do que sobre o chão, aumentando a instabilidade lateral e do tronco. Portanto, o objetivo desse estudo é avaliar a contribuição da informação háptica adicional fornecida pelo sistema âncora sobre a estabilidade locomotora de adultos jovens e idosos durante a realização da marcha tandem sobre o chão e sobre uma trave de equilíbrio. Serão convidados a participar 15 adultos jovens (18-30 anos) e 15 idosos (65-85 anos). Eles serão convidados a andar sobre duas superfícies diferentes: linha reta posicionada no chão e trave de equilíbrio. Nas duas superfícies, os participantes realizarão duas condições: com e sem âncora. Seis marcadores refletivos passivos serão posicionados bilateralmente no 5º metatarso, no maléolo lateral e no calcâneo a fim de calcular os parâmetros espaço-temporais da marcha: comprimento, duração e velocidade do passo, duração do suporte simples e do duplo suporte. O deslocamento desses marcadores será registrado por oito câmeras (Vicon). Além disso, dois acelerômetros serão afixados nas regiões da 7ª vértebra cervical e da 2ª vértebra lombar para registrar a aceleração do tronco. Para cada passo será calculado o RMS (root mean square) da aceleração na direção mediolateral com o intuito de identificar a variabilidade do movimento do tronco. Os dados serão analisados por meio de estatística paramétrica, com nível de significância de 0,05.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA COSTA, ANDREA ABUD; DOS SANTOS, LUCIANA OLIVEIRA; MAUERBERG-DECASTRO, ELIANE; MORAES, RENATO. Task difficulty has no effect on haptic anchoring during tandem walking in young and older adults. Neuroscience Letters, v. 666, p. 133-138, FEB 14 2018. Citações Web of Science: 3.
DA SILVA COSTA, ANDREIA ABUD; ROSSI MANCIOPI, PRISCILA ABBARI; MAUERBERG-DECASTRO, ELIANE; MORAES, RENATO. Haptic information provided by the ``anchor system{''} reduces trunk sway acceleration in the frontal plane during tandem walking in older adults. Neuroscience Letters, v. 609, p. 1-6, NOV 16 2015. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.