Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito comparativo do laser de 660 e 780nm sobre a expressão e produção de citocinas envolvidas no reparo muscular

Processo: 13/23051-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Kristianne Porta Santos Fernandes
Beneficiário:Nadhia Helena Costa Souza
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Citocinas   Macrófagos

Resumo

As interações entre o músculo e os macrófagos que o invadem após a ocorrência da lesão são determinantes para a evolução do reparo deste tecido. Por outro lado, o laser em baixa intensidade (LBI) tem sido muito utilizado no tratamento destas lesões no âmbito clínico e no experimental, mas pouco se conhece a respeito dos seus efeitos sobre os macrófagos e seus produtos. O objetivo principal deste projeto é comparar o efeito do LBI vermelho e infravermelho (em 4 parâmetros dosimétricos) sobre a expressão e a síntese protéica de 3 produtos (importantes no processo de reparo do músculo esquelético) de macrófagos ativados. O objetivo secundário é avaliar a diferenciação e a fusão de células precursoras miogênicas (C2C12) cultivadas com sobrenadantes destes macrófagos. Para tanto, culturas de macrófagos J774 serão ativadas por 24h (para o fenótipo inflamatório, M1), lavadas e irradiadas em 4 parâmetros dosimétricos (660 e 780 nm; 40 mW; 10J/cm2; 0,4J ou 660 e 780 nm; 20mW; 5J/cm2; 0,2J). Passado o período de incubação de 24h, será realizada a análise da expressão das citocinas IL-6, TNF-± e IL-1² por meio de PCR quantitativo. O sobrenadante das culturas dos diferentes grupos experimentais será utilizado (24h após irradiações) para avaliar a produção protéica dos macrófagos (ELISA) e também para tratar células precursoras miogênicas (C2C12) com intuito de analisar sua diferenciação e fusão. Em cada situação experimental, células não irradiadas servirão como controle. Serão realizados três experimentos independentes, em cada metodologia citada. Para a análise in vivo, serão utilizados ratos Wistar, divididos em 04 grupos: controle (n=5); lesão muscular sem tratamento (n=15); lesão muscular tratada com LBI vermelho (n=15) e lesão muscular tratada com LBI infravermelho (n=15). Após 2, 4, e 7 dias, os animais serão sacrificados e os músculos retirados e processados para análise por imuno-histoquímica. Os dados de imuno-expressão dos macrófagos do perfil M1 (marcação de CD68 e CD80) serão correlacionados com as diferentes etapas do processo de reparo do músculo esquelético. Será realizada análise morfológica qualitativa e quantitativa de células inflamatórias totais, mionecrose, vasos sanguíneos e fibras musculares imaturas. Todos os resultados serão submetidos à análise estatística.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS FERNANDES, KRISTIANNE PORTA; COSTA SOUZA, NADHIA HELENA; MESQUITA-FERRARI, RAQUEL AGNELLI; TEIXEIRA DA SILVA, DANIELA DE FATIMA; ROCHA, LILIA ALVES; ALVES, AGNELO NEVES; SOUSA, KALINE DE BRITO; BUSSADORI, SANDRA KALIL; HAMBLIN, MICHAEL R.; NUNES, FABIO DAUMAS. Photobiomodulation with 660-nm and 780-nm laser on activated J774 macrophage-like cells: Effect on M1 inflammatory markers. JOURNAL OF PHOTOCHEMISTRY AND PHOTOBIOLOGY B-BIOLOGY, v. 153, p. 344-351, DEC 2015. Citações Web of Science: 15.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.