Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência do envelhecimento e do sexo na cinemática articular e na ativação muscular do membro inferior de corredores

Processo: 13/20400-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Fábio Viadanna Serrão
Beneficiário:Mariana Carvalho de Souza
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):17/05567-0 - Influência do sexo na biomecânica da corrida e na variabilidade de coordenação em diferentes faixas etárias, BE.EP.DD
Assunto(s):Corridas   Cinemática   Reabilitação (terapêutica médica)

Resumo

O aumento da expectativa de vida da população e os benefícios que a atividade física traz à saúde, tem resultado num aumento de indivíduos de meia idade e idosos que praticam corrida. Contudo, estudos apontam que a incidência de lesões em idosos é maior que em jovens. Essa maior incidência pode ser parcialmente devido às alterações na cinemática da corrida. Outro aspecto importante é a diferença encontrada entre os sexos. Estudos demonstram que as mulheres que correm são duas vezes mais susceptíveis a algumas lesões quando comparadas aos homens. Porém, faltam estudos avaliando a cinemática e o padrão de ativação muscular entre corredores jovens, de meia idade e idosos, bem como faltam estudos comparando os sexos nessas faixas etárias. Assim, o objetivo do presente estudo será avaliar a cinemática do quadril, joelho e tornozelo e a magnitude de ativação de músculos do membro inferior entre corredores, homens e mulheres, jovens, de meia idade e idosos. Noventa voluntários serão divididos em 3 grupos, sendo 15 homens e 15 mulheres em cada grupo. O grupo 1 será constituído por indivíduos de 18 a 35 anos, o grupo 2 por indivíduos de 36 a 60 anos e o grupo 3, com idade acima de 61 anos. As avaliações cinemática e eletromiográfica serão realizadas simultaneamente durante acorrida em esteira ergométrica. Para captura e análise dos dados cinemáticos será utilizado o sistema Qualisys Motion Capture System (Qualisys Medical AB, Suécia) e para a avaliação da atividade elétrica dos músculos será utilizado um eletromiógrafo (Trigno"Wireless System (Delsys Inc., Boston, EUA). Para a comparação entre os grupos e para a comparação entre os sexos dentro de cada um dos grupos serão aplicadas Análises de Covariância (ANCOVA), considerando a velocidade de corrida como covariável. O teste de Bonferroni será utilizado para a identificação das diferenças específicas. Para todas as análises será adotado um nível de significância de 0,05. (AU)