Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resistência interna de diferentes variedades de cana-de-açúcar perante a colonização pelo fungo Sporisorium scitamineum, agente causal do carvão

Processo: 13/24124-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Claudia Barros Monteiro Vitorello
Beneficiário:Gustavo Schiavone Crestana
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Carvão (doença de planta)   Resistência à doença

Resumo

Devido à importância socioeconômica da cana-de-açúcar no Brasil, o país busca novas medidas para um aumento da produção dessa cultura. Dentre elas, destacam-se medidas fitossanitárias para o combate de possíveis doenças assim como a produção de novas variedades resistentes a esses estresses bióticos. O carvão da cana, causada pelo fungo Sporisorium scitamineum é uma doença que provoca perda de biomassa e diminuição do conteúdo de sacarose da planta. S. scitamineum é um fungo basidiomiceto biotrófico e dimórfico, variando entre uma fase haplóide (leveduriforme) e uma fase infecciosa dicariótica (micelial). A manifestação da doença na cultura da cana depende da formação de uma hifa dicariótica a partir da anastomose de duas hifas de conjugação haplóides compatíveis com relação ao tipo de reação sexual (mating-type). Existem variedades de cana-de-açúcar com diferentes níveis de resistência ao carvão, dessa maneira este projeto busca caracterizar a resistência interna de três variedades de cana (IAC66-6, SP80-3280 e RB 925345) e detectar o patógeno em períodos anteriores ao estágio latente da doença através da utilização de técnicas de coloração, microscopia e PCR. (AU)