Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos isotópicos (32P), bioquímicos e fisiológicos na avaliação agronômica de fertilizantes organominerais granulados pelas culturas do milho e da soja

Processo: 13/22173-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:José Lavres Junior
Beneficiário:Joaquim José Frazão
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/21726-5 - Isótopo de oxigênio (18O) com ferramenta na avaliação de transformações de fósforo no solo, BE.EP.DR
Assunto(s):Matéria orgânica   Fosfatase ácida   Fósforo

Resumo

Solos de regiões tropicais possuem baixos teores fósforo (P) disponíveis às plantas e alta capacidade de adsorção pelos óxidos de Fe e Al. Além disso, as reservas minerais de P são finitas. Nesse sentido, é necessário o desenvolvimento de fertilizantes com maior eficiência agronômica. Nesse contexto, objetiva-se com o presente trabalho avaliar a eficiência agronômica de fertilizantes organominerais granulados (FOM), à base de cama de frango (CF) e fontes solúveis de P. Serão realizados dois experimentos: - um em casa de vegetação, utilizando o método isotópico (32P) e bioquímico (fosfatase ácida na rizosfera e em tecido vegetal), e o segundo em condições de campo, com plantas de milho e soja. No primeiro experimento, será utilizado o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x4+1 (duas fontes, quatro doses e o controle). As fontes serão: 1-Superfosfato triplo (SFT); 2-FOM à base de CF e SFT, avaliadas nas doses de 125, 250, 500 e 1000 mg de P2O5 por vaso. Será avaliada a produção de massa seca, o acúmulo de nutrientes, a atividade específica de 32P e a atividade de fosfatase no solo (rizosférico) e na planta. Baseado nos resultados será calculada a eficiência agronômica. No experimento em campo será utilizado o delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial 2x4+1 (duas fontes, quatro doses e o controle). As fontes serão: 1-FOM (à base de CF e superfosfato simples ou MAP) e, 2-Fertilizante 08-28-20 (milho) ou 00-30-20 (soja). As doses serão 100, 200, 400 e 800 kg/ha na cultura do milho; já para a soja serão estudadas as doses de 80, 160, 320 e 640 kg/ha. Será avaliada a altura de plantas, o diâmetro de caule, o índice SPAD, a massa seca de parte aérea, análise foliar e de solo e a produtividade. Com base nos resultados dos dois grupos de experimento, utilizando-se os métodos isotópico, químicos, bioquímicos e fisiológicos, permitirão obter informações relevantes sobre a eficiência agronômica dos FOMs, contribuindo para o melhor aproveitamento da CF e reduzindo a dependência externa de fertilizantes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRAZAO, JOAQUIM JOSE; BENITES, VINICIUS DE MELO; SCHIAVON RIBEIRO, JOAO VICTOR; PIEROBON, VITOR MATEUS; LAVRES, JOSE. Agronomic effectiveness of a granular poultry litter-derived organomineral phosphate fertilizer in tropical soils: Soil phosphorus fractionation and plant responses. Geoderma, v. 337, p. 582-593, MAR 1 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FRAZÃO, Joaquim José. Eficiência agronômica de um fertilizante organomineral produzido a partir de cama de frango em milho e soja. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.