Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos mecanismos celulares, moleculares e imunológicos das lesões renais agudas e crônicas: busca por novas estratégias terapêuticas

Processo: 14/05636-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:José Wellington Tiburcio da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/02270-2 - Novos mecanismos celulares, moleculares e imunológicos das lesões renais agudas e crônicas: busca por novas estratégias terapêuticas, AP.TEM
Assunto(s):Macrófagos

Resumo

Plano de Trabalho - Bolsa de Apoio Técnico TT2Projeto: Novos mecanismos celulares, moleculares e imunológicos nas lesões renais agudas e crônicas: busca por novas estratégias terapêuticas. Coordenador: Niels Olsen Saraiva CâmaraBolsista: A ser indicado1.Plano de Trabalho: O bolsista irá trabalhar dentro dos subprojetos dentro do auxílio temático: Projeto 3. Participação da via de sinalização mTOR na ativação de macrófagos na fisiopatogenia da lesão renal glomerular e túbulo-intersticialProjeto 4. Ativação de macrófagos na doença renal crônica experimentalAtividades a serem desenvolvidas pelo técnico TT2Metodologia padrão.a) As avaliações funcionais serão realizadas utilizando-se amostras de sangue e urina. Breve, os animais ficarão em gaiolas metabólicas por 24 horas, onde serão coletadas urina e sangue. Serão medidos creatininas plasmática e urinária, por Cobas auto analyzer (Roche Diagnostics, Division of Hoffman-La Roche, Inc., Nutley, NJ, USA), e uréia séricas.Clearance de inulina e proteinúria serão também aferidos. Albuminúria será avaliada por imunodifusão indireta utilizando anticorpo contra albumina de camundongos, e de forma indireta estimativa de densidade de banda em corrida de gel de poliacrilamida.b) Gentotipagem dos animais Cre-Lox para manutenção das colônias. Nesta etapa, será extraído o DNA cortando 2mm da cauda de cada animal e adicionardo 75ul (25mM) NaOH (0,2mM) EDTA. Então, será incubado por 98oC por 1h e encerrado a extração adicionando 75ul (40mM) em Tris-HCl ph 5,5. Utilizando 0,5ul deste produto, será realizado a PCR com primers específicos para o gene a ser analisado de acordo com as concentrações padrões. A analise dos produtos será feita em gel de agarose 3% marcado com SybrSafe de acordo com as instruções do fabricante. Os cruzamentos dos animais CRE-Lox deverão ser feitos inicialmente para se formar animais heterozigotos em F1 e um novo cruzamento de animais F1 com os pais Lox (homozigotos) deverá ser feito para aumentar a frequência do fenótipo CRE-Lox, uma vez que o heterozigoto CRE já é capaz de clivar a porção Lox.