Busca avançada
Ano de início
Entree

Um estudo sobre as concepções de lugar, cidade e urbano com professores e alunos do ensino fundamental da rede pública paulista

Processo: 14/04599-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Sonia Maria Vanzella Castellar
Beneficiário:Neusa Alves da Cruz Valerio
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50272-4 - Um estudo sobre as concepções de lugar, cidade e urbano com professores e alunos do ensino fundamental da rede pública paulista, AP.EP
Assunto(s):Ensino e aprendizagem   Formação de professores   Espaço urbano   Construção do conhecimento

Resumo

Este projeto procura investigar o processo de ensino e a aprendizagem em relação à construção do conhecimento escolar e a formação docente. O objetivo principal desse projeto é tratar do "como ensinar a ensinar" e o "como se aprende". Nessa dimensão não é preciso saber apenas o conteúdo, mas é preciso compreender como o aluno aprende, como se constrói o conhecimento e se cria condições para aprender, buscando sentido no como se ensina. Neste contexto teremos o lugar, a cidade e o urbano como conceitos centrais por entendermos que se estamos buscando sentido no que o aluno aprende é importante, para a geografia escolar, que o aluno compreenda a realidade vivida, desenvolva o raciocínio espacial, entenda a organização do território, ou seja, tenha a capacidade de ler o mundo e compreender de que maneira no cotidiano ocorre a relação sociedade-natureza. Assim, esses conceitos são considerados por nós como estruturantes da geografia escolar e, por isso é necessário analisar como os professores e os alunos do ensino fundamental da rede pública paulista os compreendem, tendo as práticas individuais e coletivas como referências para expressar suas concepções por meio das atividades docentes praticadas em sala de aula. Nesse estudo, ainda, analisaremos como os professores percebem ou tem consciência do seu processo de formação. Como eles pensam, sentem e se apropriam dos conceitos de lugar, cidade e urbano e ensinam esses conceitos em sala de aula e trabalham com o uso do solo (urbano). Trata-se, portanto, de uma investigação qualitativa com as características apontadas por Bogdan e Biklen (1982), citadas por Ludke e André (1986): a pesquisa qualitativa tem o ambiente natural, a escola, como sua fonte direta de dados. Diante dessas circunstâncias a pesquisa qualitativa favorece compreender os contextos, seus processos e explicá-los recorrendo à causalidade local, na medida em que está centrada em uma prática real em lócus, observando como as interações ocorrem no cotidiano. Sendo assim, do ponto de vista teórico-metodológico abordaremos o tema com base em instrumentos para a identificação e interpretação dos conceitos por meio dos textos elaborados (narrativas) e a análise das ações didáticas, tendo as metodologias ativas e os projetos educativos (sequência didática, resolução de problemas, modelagem, jogos e simulações) como práticas dos professores para sala de aula. Pretende-se, portanto: a) Analisar a compreensão dos conceitos de lugar, cidade e urbano dos alunos de licenciatura e pedagogia relacionados à implementação de atividades de ensino, como o uso de jogos e simulações, leitura de imagens e mapas, uso da linguagem digital e de vários gêneros textuais; b) Identificar se a articulação entre o conhecimento adquirido na universidade e o conhecimento tratado na escola a partir da elaboração e aplicação de sequências didáticas que incorporam linguagem cartográfica, resolução de problemas, modelagem, jogos e simulações; c) Compreender os diferentes elementos do lugar e do urbano por meio das observações da e na cidade, bem como por meio de jogos e simulações utilizando softwares e aplicativos adequados para o tema nas salas de informática; d) Identificar possíveis mudanças na organização do trabalho pedagógico da escola, no sentido de compreender se os conteúdos acadêmicos, as metodologias empregadas nas aulas potencializam o processo de aprendizagem dos conceitos científicos apresentados - lugar, cidade, urbano e o uso do solo; e) Analisar a eficácia das atividades didáticas produzidas a partir das ações desenvolvidas com os alunos e professores e, com isso, reconhecer os marcos teóricos conceituais presentes nas respostas das atividades (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)