Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia fisiológica de anfíbios: uma abordagem utilizando a modelagem

Processo: 14/05624-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de julho de 2014
Vigência (Término): 14 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Denis Otavio Vieira de Andrade
Beneficiário:Rafael Parelli Bovo
Supervisor no Exterior: Barry R. Sinervo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Santa Cruz (UC Santa Cruz), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/20061-6 - Fisiologia termal e balanço hídrico de anfíbios anuros em gradientes altitudinais da Floresta Atlântica, BP.DR

Resumo

Temperatura e disponibilidade hídrica são fatores que afetam, de maneira importante, a ecologia, a fisiologia e o comportamento dos anfíbios anuros. Espécies com ampla distribuição geográfica estão submetidas, ao longo de sua área de ocorrência, à variações consideráveis de parâmetros abióticos (mormente relacionados ao clima e fitofisionomias). No entanto, o nosso conhecimento sobre como a variação afeta e/ou reflete-se em parâmetros relacionados à tolerância, flexibilidade e adaptações da fisiologia termal e do balanço hídrico de anfíbios anuros é ainda sobremaneira incipiente, principalmente para espécies neotropicais. Dessa forma, o presente projeto pretende testar se variações intra e interespecíficas, em parâmetros fisiológicos selecionados, de anfíbios anuros da Mata Atlântica podem ser entendidos/explicados em função de gradientes altitudinais. Após três anos coletando dados em campo e em laboratório, agora iremos proceder com a modelagem dos dados a fim de explorar inter-relações entre a variação espacial dos parâmetros climáticos, em especial temperatura e umidade, sobre funções fisiológicas correlatas. Identificar quais características (e.g., fisiológicas e/ou ecológicas) são sensíveis/limitantes à parâmetros (estressores) ambientais particulares é um passo fundamental para o desenvolvimento de modelos preditores de respostas organísmicas à mudanças ambientais/climáticas. Potenciais tolerâncias hídricas e térmicas relacionadas à atividade de anfíbios serão testadas para cenários de mudança ambiental, especialmente no contexto de condições climáticas contemporâneas e futuras para predições de vulnerabilidade dos organismos à extinções potenciais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOUVEIA, SIDNEY F.; BOVO, RAFAEL P.; RUBALCABA, JUAN G.; DA SILVA, FERNANDO RODRIGUES; MACIEL, NATAN M.; ANDRADE, DENIS V.; MARTINEZ, PABLO ARIEL. Biophysical Modeling of Water Economy Can Explain Geographic Gradient of Body Size in Anurans. American Naturalist, v. 193, n. 1, p. 51-58, JAN 1 2019. Citações Web of Science: 1.
BOVO, RAFAEL P.; NAVAS, CARLOS A.; TEJEDO, MIGUEL; VALENCA, SAULO E. S.; GOUVEIA, SIDNEY F. Ecophysiology of Amphibians: Information for Best Mechanistic Models. Diversity, v. 10, n. 4 DEC 2018. Citações Web of Science: 1.
DE OLIVEIRA ANDERSON, RODOLFO CESAR; BOVO, RAFAEL PARELLI; ANDRADE, DENIS VIEIRA. Seasonal variation in the thermal biology of a terrestrial toad, Rhinella icterica (Bufonidae), from the Brazilian Atlantic Forest. Journal of Thermal Biology, v. 74, p. 77-83, MAY 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.