Busca avançada
Ano de início
Entree

Regulação da expressão de SLC2A4 pelo 17b estradiol: efeitos da interação dos receptores de estrógeno com PPARgama e NF-kB

Processo: 14/00992-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 04 de agosto de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Ubiratan Fabres Machado
Beneficiário:Raquel Saldanha Campello
Supervisor no Exterior: Eric Kalkhoven
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Utrecht University (UU), Holanda  
Vinculado à bolsa:12/24210-1 - Regulação da expressão de Slc2a4/GLUT4 pelo 17²-estradiol, BP.PD
Assunto(s):Estradiol   Endocrinologia

Resumo

O Diabetes mellitus tipo 2 (T2DM) é caracterizado por prejuízo na homeostasia glicêmica, envolvendo diminuição na captação de glicose estimulada pela insulina. Para tanto, a redução na expressão do transportador de glicose GLUT4 (gene Slc2a4) exerce papel fundamental. Recentes estudos propuseram que o hormônio 17² Estradiol (E2) é capaz de modular a expressão do gene Slc2a4 atuando sobre seus receptores nucleares: os receptores de estrógeno (ESRs) ESR1 e ESR2, porém o exato mecanismo genômico ainda não foi elucidado. Sabe-se que os ESRs podem interagir com fatores transcricionais, dentre eles: Nuclear Factor-ºB (NF-ºB) e Peroxisome Proliferator-activated Receptor gama (PPARgama), duas proteínas que também estão envolvidas na regulação da expressão de Slc2a4. Entretanto, o mecanismo pelo qual ocorre essa interação entre ESRs, NF-ºB e PPARgama, bem como seus efeitos sobre a modulação da expressão de Slc2a4 ainda não foram investigados. O presente projeto tem como objetivo investigar a participação dos fatores de transcrição NF-ºB e PPARgama e sua interação com os ESRs sobre a modulação da expressão de Slc2a4 pelo E2. Para tanto, adipócitos 3T3-L1 serão tratados por 24 horas com 17² Estradiol e/ou agonistas e antagonistas seletivos para cada ESR, para análise da interação entre ESRs/NF-ºB e ESRs/PPARgama. Além disso, a regulação transcricional de Slc2a4 será avaliada, com o objetivo de verificar os efeitos das interações ESRs/ NF-ºB e ESRs/PPARgama sobre a expressão de Slc2a4. Espera-se, com estes resultados, elucidar o mecanismo molecular envolvido na regulação da expressão de Slc2a4 pelo E2, bem como definir o padrão de interação entre os ESRs e os fatores de transcrição citados, o qual pode ser uma ferramenta útil para novas abordagens terapêuticas para o tratamento do T2DM. (AU)