Busca avançada
Ano de início
Entree

A dimensão demográfica no processo de metropolização: o caso da Macrometrópole Paulista

Processo: 14/04566-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Demografia - Distribuição Espacial
Pesquisador responsável:Jose Marcos Pinto da Cunha
Beneficiário:Késia Anastácio Alves da Silva
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07616-7 - CEM - Centro de Estudos da Metrópole, AP.CEPID
Assunto(s):Reestruturação produtiva   Metropolização

Resumo

O atual estágio do processo de metropolização latino-americano se relaciona aos processos de reestruturação produtiva, alicerçados pelos novos meios de comunicação e informação. Tal estágio é caracterizado por uma configuração espacial que transcende a noção de urbano e de aglomerado urbano, incorporando a dimensão regional diversas formas. Assim, para entender a configuração de morfologias urbanas mais complexas e a desconfiguração da clássica cidade monocentrica, muitos autores lançam mão de novos conceitos e expressões para explicar as novas configurações e os papeis que tais aglomerados estabelecem no sistema de cidades. Surgem, nesse sentido, aglomerados já consagrados como as metrópoles, mas também outras formas: como a macrometrópole, entre outras. Formas que se relacionam com as novas relações do capital e com a divisão social do trabalho. No sentido da Macrometrópole Paulista, que no caso do Brasil, engloba importantes centros regionais - onde o fenômeno da mobilidade é intenso - a pesquisa propõe avaliar a estruturação desse mega complexo metropolitano, a luz dos movimentos populacionais.