Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuições da teoria dos sistemas complexos e da auto-organização para a ética informacional

Processo: 14/03157-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Itala Maria Loffredo D'Ottaviano
Beneficiário:João Antonio de Moraes
Instituição-sede: Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52627-9 - Sistêmica, auto-organização e informação, AP.TEM
Assunto(s):Informação   Ética (filosofia)

Resumo

Neste Projeto de Pesquisa analisaremos a tese segundo a qual a Teoria dos Sistemas Complexos e da Auto-Organização contribuiria para a análise de problemas da Ética Informacional. Entendemos que a Teoria dos Sistemas Complexos e da Auto-Organização fornece um método de investigação interdisciplinar e um arcabouço teórico que inclui várias dimensões informacionais no estudo de eventos, situações ou objetos, dentre eles alguns problemas da Ética Informacional. Este é um ramo da Filosofia da Informação que vem se consolidando nos últimos anos e, embora não haja ainda uma definição última, ela é concebida como uma área que visa refletir sobre questões, de cunho moral, relacionadas aos impactos da inserção de tecnologias informacionais na vida cotidiana. Tendo em vista os diversos estudiosos que têm se debruçado para a fundamentação de parâmetros que delimitem as fronteiras dessa nova área de investigação filosófico-interdisciplinar, focalizaremos nosso estudo na teoria Ética Informacional desenvolvida por Luciano Floridi. Analisaremos, principalmente, dois problemas que podemos formular acerca da Ética Informacional floridiana, quais sejam: P1 - Qual o conceito de informação que delimita o escopo da Ética Informacional? P2 - Como analisar a manutenção da infosfera e avaliar as ações morais e agentes moralmente qualificáveis? Na investigação acerca desses problemas, formulamos duas hipóteses a partir da perspectiva sistêmica: H1 - adoção do conceito de informação proposto por Gonzalez (2013); H2 - concepção de infosfera como um sistema complexo dinâmico sustentado por auto-organização secundária. Julgamos que essa contribuição pode auxiliar na caracterização da Ética Informacional e de seus problemas, colaborando para a compreensão de novos rumos da pesquisa filosófica na "Sociedade da Informação". (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANTONIO DE MORAES, JOAO; BENVENUTTI DE ANDRADE, ELOISA. Who are the citizens of the digital citizenship?. INTERNATIONAL REVIEW OF INFORMATION ETHICS, v. 23, p. 4-19, NOV 2015. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MORAES, João Antonio de. O paradigma da complexidade e a ética informacional. 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.