Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferenciação de células Th17 durante a fagocitose de células apoptóticas infectadas: determinação das vias de sinalização intracelular via PGE2 e receptores EP

Processo: 12/23580-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandra Ivo de Medeiros
Beneficiário:Naiara Naiana Dejani
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/17611-7 - Efeito da fagocitose de células apoptóticas por células dendríticas na diferenciação de células Th17: função de PGE2, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):14/17374-3 - Estudo da função do eixo PGE/EP4/PTEN na diferenciação de células Th17 durante a fagocitose de células apoptóticas infectadas, BE.EP.DR
Assunto(s):Dinoprostona   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular   Células dendríticas   Apoptose

Resumo

A fagocitose de células apoptóticas, também denominada eferocitose, promove a síntese de mediadores anti-inflamatórios como o fator de transformação de crescimento (TGF-²), a prostaglandina E2 (PGE2) e a interleucina-10 (IL-10), importantes para a diferenciação de células T reguladoras (Treg). No entanto, a fagocitose de células apoptóticas infectadas, ou seja, carreando PAMP (Pathogen-associated molecular patterns) direciona a síntese simultânea de citocinas anti e pró-inflamatórias, tais como TGF-², IL-6 e IL-23 que sabidamente favorecem a indução de células T "helper" 17 (Th17). Resultados preliminares obtidos recentemente por nosso grupo demonstram que a fagocitose de células apoptóticas infectadas promove além da produção de TGF-² e IL-6, a síntese de altos níveis da PGE2. A importância da PGE2 na imunidade adaptativa, no processo de diferenciação e ativação de células Th1, Treg e Th17 vem sendo alvo de estudo em diferentes modelos experimentais. Entretanto, até o momento nada se sabe sobre o papel da PGE2, oriunda da fagocitose de células apoptóticas infectadas, na diferenciação de células Th17, tão pouco os mecanismos intracelulares pelos quais esse mediador lipídico poderia favorecer ou mesmo colaborar sinergicamente com TGF-², IL-6 e IL-23 no processo de diferenciação de células T "naive" em Th17. A hipótese de estudo desse projeto fundamenta-se no estudo do mecanismo de sinalização pelo qual a PGE2, via receptores (EP), promoveria a diferenciação de células Th17 no contexto da fagocitose de células apoptóticas infectadas.