Busca avançada
Ano de início
Entree

Interferências da escoliose idiopática severa nos sistemas respiratório e estomatognático

Processo: 13/22199-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Simone Cecilio Hallak Regalo
Beneficiário:Saulo Cesar Vallin Fabrin
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Escoliose   Sistema estomatognático   Sistema respiratório   Eletromiografia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:eletromiografia | escoliose | estomatognático | Interferência | Respiratória | Eletromiografia

Resumo

A escoliose pode ser definida como uma deformidade tridimensional da coluna, com desvio das curvaturas fisiológicas no plano sagital e frontal, conduz a um desequilíbrio de força e comprimento musculares no tronco, apresentando a musculatura do lado côncavo retraída e músculos mais alongados no lado convexo da curvatura, o que caracteriza um problema de assimetria muscular, resultante de um desequilíbrio postural decorrente de dor, espasmos musculares ou outros fatores, pode progredir para uma escoliose estrutural se os fatores iniciais não forem identificados e corrigidos. As repercussões das deformidades escolioticas podem ser verificadas tanto na mecânica respiratória quanto na ventilação, de forma que alterações no padrão respiratório provocam reações e adaptações no sistema estomatognático. Este estudo tem o objetivo de compreender como as desordens provocadas pela escoliose idiopática severa no sistema vertebral podem repercutir sobre o conjunto postural, de forma que alterações no padrão respiratório, podem influenciar diretamente no sistema estomatognático uma vez que a utilização incongruente dos músculos acessórios podem alterar o padrão funcional do sistema mastigatório. Serão selecionados 20 participantes do gênero feminino com idade entre 18 a 30 anos divididos em dois grupos e submetidos às avaliações de eletromiografia de superfície e manovacuometria. A descrição e a relação entre as variáveis em estudo serão avaliadas por meio de análise estatística e testes de médias ("t" de Student) para um nível de significância de 5% (p<0,05). O estudo permite nortear novas pesquisas científicas de análises funcionais, uma vez que há escassez de obras sobre o tema na literatura, produzindo informações sobre as alterações provocadas pela escoliose idiopática severa por meio de dados comprobatórios que determinam a sua influência no sistema respiratório e estomatognático.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)