Busca avançada
Ano de início
Entree

A função ecológica de tubarões em diferentes ambientes abordada por um modelo trófico e por uma análise topológica

Processo: 13/25930-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Alberto Ferreira de Amorim
Beneficiário:Hugo Bornatowski
Instituição-sede: Instituto de Pesca. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Modelos ecológicos

Resumo

Tubarões, como predadores de topo, realizam importantes ligações entre níveis tróficos inferiores, determinando o tamanho desses níveis através de efeitos diretos (contribuição da presa na dieta do predador) e indiretos (e.g. competição aparente, competição por exclusão, efeitos de risco) das relações entre predadores e presas. Nesse sentido, reduções populacionais de grandes tubarões podem modificar toda a comunidade, uma vez que possuem um papel de regulação entre níveis dependente da sua biomassa ou nível trófico. Nesse sentido, a compreensão das interações tróficas entre grandes predadores, identificação de espécies-chave e quais espécies exercem efeitos top-down (de cima para baixo) e bottom-up (de baixo para cima) é fundamental para avaliar a estabilidade e dinâmica do ecossistema, principalmente as que sofrem intensa pressão pesqueira. Além disso, estudar a função ecológica dos tubarões, associados com dados pesqueiros de longo prazo, pode fornecer informações sobre os impactos que a pesca exerce sobre os ecossistemas. Dessa forma, o presente projeto propõe avaliar a importância dos tubarões em dois ecossistemas, um oceânico e outro costeiro, localizados no sudeste e sul do Brasil, utilizando duas metodologias diferentes: 1) modelagem por balanço de massas (com o software ECOPATH) e 2) análise topológica estrutural. Portanto, as perguntas a serem respondidas serão: I) Tubarões seriam espécies-chave nos ecossistemas estudados? II) Através de simulações de dados pesqueiros, a redução das populações de tubarões causaria desestabilização na estrutura trófica nos dois ecossistemas? III) Ambas as metodologias são compatíveis para análises tróficas ou apresentam resultados divergentes?

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BORNATOWSKI, HUGO; ANGELINI, RONALDO; COLL, MARTA; BARRETO, RODRIGO R. P.; AMORIM, ALBERTO F. Ecological role and historical trends of large pelagic predators in a subtropical marine ecosystem of the South Atlantic. Reviews in Fish Biology and Fisheries, v. 28, n. 1, p. 241-259, MAR 2018. Citações Web of Science: 8.
BORNATOWSKI, HUGO; BARRETO, RODRIGO; NAVIA, ANDRES F.; DE AMORIM, ALBERTO FERREIRA. Topological redundancy and ``small-world' patterns in a food web in a subtropical ecosystem of Brazil. MARINE ECOLOGY-AN EVOLUTIONARY PERSPECTIVE, v. 38, n. 2 APR 2017. Citações Web of Science: 3.
WOSNICK, NATASCHA; BORNATOWSKI, HUGO; FERRAZ, CAROLINA; AFONSO, ANDRE; RANGEL, BIANCA SOUSA; VIEIRA HAZIN, FABIO HISSA; FREIRE, CAROLINA ARRUDA. Talking to the dead: using Post-mortem data in the assessment of stress in tiger sharks (Galeocerdo cuvier) (P,ron and Lesueur, 1822). FISH PHYSIOLOGY AND BIOCHEMISTRY, v. 43, n. 1, p. 165-178, FEB 2017. Citações Web of Science: 3.
GIGLIO, VINICIUS J.; BORNATOWSKI, HUGO. Fishers' ecological knowledge of smalleye hammerhead, Sphyrna tudes, in a tropical estuary. Neotropical Ichthyology, v. 14, n. 2 2016. Citações Web of Science: 2.
VINICIUS J. GIGLIO; HUGO BORNATOWSKI. Fishers' ecological knowledge of smalleye hammerhead, Sphyrna tudes , in a tropical estuary. Neotropical Ichthyology, v. 14, n. 2 2016.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.