Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de marcadores de superfície de precursores cardíacos de ratos

Processo: 13/26440-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Beneficiário:Aline Alfonso Keusseyan
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

As doenças cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, apresentam elevada mortalidade, devido à escassa quantidade de terapias oferecidas aos pacientes. Isso se deve à baixa capacidade regenerativa coração adulto de mamíferos. Entretanto, evidências recentes mostram surpreendentemente que um coração ressectado de camundongo pode se regenerar por completo, ainda que isso esteja restrito apenas ao primeiro dia de vida. Presume-se que esse processo aconteça por intermédio de células capazes de gerar novos cardiomiócitos (aqui definidas como precursores cardíacos) e existe grande interesse em identificá-las com precisão. De acordo com a literatura, precursores cardíacos estão presentes tanto em estágio embrionário como adulto. Tem sido utilizado tradicionalmente marcadores intracelulares de desenvolvimento cardíaco, como o Nkx2.5 ou ISL1 e também genes da maquinaria contrátil, para identificá-los. Algumas moléculas de superfície (Flk-1, c-kit, MDR-1 e Sca-1) são conhecidas, mas que não se mostram verdadeiramente específicas, ou seja, podem ser encontrados em outros tipos celulares. No nosso laboratório, estabeleceu-se o modelo de ressecção de coração de ratos e o mesmo processo de regeneração cardíaca foi observado. Mais recentemente, fizemos um experimento de RNASeq para efetuar a avaliação de expressão diferencial (DE) dos genes entre os animais ressectados com um dia e sete dias. Assim, conseguimos identificar 34 genes de membrana que estão superexpressos nos animais de um dia e 10 deles nos parecem bastantes interessantes. É de interesse investigar se algum deles funciona como um marcador mais específico para as células do coração com capacidade regenerativa. Portanto nesse trabalho será realizada a verificação da hipótese de que algum dos 10 genes candidatos que saíram da plataforma de RNASeq sirva como marcadores específicos para precursores cardíacos em ratos neonatos submetidos à ressecção cirúrgica (1 dia após o nascimento; 1D) do ápice do coração.A expressão de tais marcadores será comparada com outros grupos experimentais, sendo eles: NM (não manipulados) e ressectados após 7 dias do nascimento e falso operados. Ainda, serão realizados experimentos em 3 períodos após a ressecção, para avaliar como esses genes se comportam em função do tempo. A descoberta de marcadores de superfície que promovam reconhecimento específico de células precursoras cardíacas é altamente desejável, uma vez que, além de seu papel na identificação, este conhecimento poderia ser aplicado também como ferramenta para enriquecimento da população por MACS ou FACS, otimizando o processo de obtenção de cardiomiócitos a partir de células iPS.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEOFILO SATURI DE CARVALHO, ANA ELISA; BASSANEZE, VINICIUS; FORNI, MARIA FERNANDA; KEUSSEYAN, ALINE ALFONSO; KOWALTOWSKI, ALICIA JULIANA; KRIEGER, JOSE EDUARDO. Early Postnatal Cardiomyocyte Proliferation Requires High Oxidative Energy Metabolism. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, NOV 13 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.