Busca avançada
Ano de início
Entree

Validade e reprodutibilidade de parâmetros de capacidade e potência aeróbias e anaeróbias obtidas por meio de uma sessão de avaliação em corrida atada

Processo: 13/16710-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Claudio Alexandre Gobatto
Beneficiário:Filipe Antônio de Barros Sousa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Assunto(s):Metabolismo   Corridas   Avaliação física e funcional   Fisiologia do esforço

Resumo

A estratificação adequada da aptidão metabólica de produção de energia está associada ao sucesso em competições esportivas. Em geral, para avaliação de medidas de capacidade e potência aeróbia e anaeróbia utilizando procedimentos considerados "padrão ouro" é necessário um elevado número de sessões de testes, reduzindo sua aplicabilidade prática em estudos longitudinais envolvendo o efeito de uma dada manipulação sobre a aptidão do metabolismo individual. Isso leva cientistas do esporte e treinadores a optarem pelas variáveis fisiológicas que consideram mais importantes, negligenciando outras que poderiam contribuir até mais significativamente para o êxito na modalidade. A utilização de um procedimento capaz de avaliar quatro parâmetros envolvidos no funcionamento do metabolismo energético individual em uma única sessão de teste parece ser uma boa alternativa para esta problemática. Em cicloergômetro, o protocolo de All-Out de 3 minutos (AO3') retorna parâmetros reprodutíveis e comparáveis a medidas de capacidade aeróbia (potência crítica), de capacidade anaeróbia ("maximal accumulated oxigen déficit" - MAOD), de potência aeróbia máxima (VO2máx) e de potência anaeróbia máxima (pico de potência mecânica). Porém, para aplicação do protocolo utilizando outros padrões de movimento é necessária uma ferramenta adequada que mensure a força e potência realizadas de maneira específica. O presente projeto visa aplicar o protocolo de AO3' em corrida atada laboratorial e corrida semi-atada de campo, verificando a extensão da aplicabilidade, validade e reprodutibilidade dos dados obtidos para avaliação em corrida. A reprodutibilidade das variáveis será quantificada por meio de procedimentos de teste-reteste. A validade concorrente e constructa serão acessadas utilizando comparações com procedimentos bem estabelecidos na literatura para cada uma das variáveis, assim como pela análise de consistência com parâmetros fisiológicos oriundos do "excess post-exercise oxygen consumption" (EPOC) e cinética de lactato pós-esforço.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARROS SOUSA, FILIPE ANTONIO; VASQUE, RUBENS EDUARDO; GOBATTO, CLAUDIO ALEXANDRE. Anaerobic metabolism during short all-out efforts in tethered running: Comparison of energy expenditure and mechanical parameters between different sprint durations for testing. PLoS One, v. 12, n. 6 JUN 9 2017. Citações Web of Science: 1.
DE BARROS SOUSA, FILIPE ANTONIO; RODRIGUES, NATALIA ALMEIDA; DALCHECO MESSIAS, LEONARDO HENRIQUE; QUEIROZ, JAIR BORGES; MANCHADO-GOBATTO, FULVIA BARROS; GOBATTO, CLAUDIO ALEXANDRE. Aerobic and Anaerobic Swimming Force Evaluation in One Single Test Session for Young Swimmers. INTERNATIONAL JOURNAL OF SPORTS MEDICINE, v. 38, n. 5, p. 378+, MAY 2017. Citações Web of Science: 3.
SOUSA, FILIPE; DOS REIS, IVAN; RIBEIRO, LUIZ; MARTINS, LUIZ; GOBATTO, CLAUDIO. Specific Measurement of Tethered Running Kinetics and its Relationship to Repeated Sprint Ability. Journal of Human Kinetics, v. 49, n. 1, p. 245-256, DEC 2015. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.