Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da fosforilação de eIF2 e de sirtuínas na multiplicação e diferenciação intracelular de Trypanosoma Cruzi

Processo: 14/01577-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Sergio Schenkman
Beneficiário:Fabrício Castro Machado
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/51973-3 - Mecanismo de sinalização celular de Trypanosoma em resposta a alterações nutricionais e agentes genotóxicos, AP.TEM
Assunto(s):Fosforilação   Acetilação   Trypanosoma cruzi   Tradução

Resumo

O Trypanosoma cruzi, protozoário causador da doença de Chagas, prolifera no interior de células de mamífero como amastigota. Através de sinais ainda não conhecidos, o parasita para de crescer e se diferencia em forma tripomastigota que não prolifera mas pode circular na corrente sanguínea, invadir novas células ou transmitir a infecção a outros hospedeiros. Para entender quais os mecanismos que levam o parasita a controlar sua proliferação, o nosso grupo estuda como alterações ambientais interferem na sua síntese proteica. Mostramos que a fosforilação da subunidade alpha do fator de início de tradução eIF2 (eIF2±) por proteínas quinases específicas é necessária para a diferenciação da forma epimastigota de que prolifera no tubo digestivo do inseto vetor para metacíclicos que invadem células do hospedeiro mamífero. Também verificamos que o nocaute da proteína quinase de eIF2± (TcK2) bloqueia a diferenciação, mas inesperadamente causa um aumento de espécies reativas de oxigênio (ROS) inibindo o crescimento dos epimastigotas. Por outro lado, verificamos que a superexpressão de uma sirtuina mitocondrial, que é uma enzima capaz de remover grupos acetil de lisinas de proteínas ativando diversas enzimas metabólicas, causa uma diminuição dos níveis de ROS e aumento do crescimento de epimastigotas. Neste projeto de doutorado pretendemos avaliar como a ausência da TcK2 e a superexpressão de sirtuina causam as alterações nos níveis de ROS e se estas modificações afetam o crescimento e a diferenciação de formas intracelulares do T. cruzi.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACHADO, FABRICIO CASTRO; FRANCO, CAIO HADDAD; DOS SANTOS NETO, JOSE VITORINO; DIAS-TEIXEIRA, KARINA LUIZA; MORAES, CAROLINA BORSOI; LOPES, ULISSES GAZOS; AKTAS, BERTAL HUSEYIN; SCHENKMAN, SERGIO. Identification of di-substituted ureas that prevent growth of trypanosomes through inhibition of translation initiation. SCIENTIFIC REPORTS, v. 8, MAR 20 2018. Citações Web of Science: 1.
LEANDRO DE JESUS, TERESA CRISTINA; NUNES, VINICIUS SANTANA; LOPES, MARIANA DE CAMARGO; MARTIL, DAIANA EVELIN; IWAI, LEO KEI; MORETTI, NILMAR SILVIO; MACHADO, FABRICIO CASTRO; DE LIMA-STEIN, MARIANA L.; THIEMANN, OTAVIO HENRIQUE; ELIAS, MARIA CAROLINA; JANZEN, CHRISTIAN; SCHENKMAN, SERGIO; CHAGAS DA CUNHA, JULIA PINHEIRO. Chromatin Proteomics Reveals Variable Histone Modifications during the Life Cycle of Trypanosoma cruzi. JOURNAL OF PROTEOME RESEARCH, v. 15, n. 6, p. 2039-2051, JUN 2016. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.