Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação sorológica e análise de transcriptoma em gatos domésticos (Felis catus) naturalmente infectados por Coronavírus felino (FCoV)

Processo: 14/02994-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:João Pessoa Araújo Junior
Beneficiário:Ariani Cristina da Silva Almeida
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Gatos   Coronavirus felino   Peritonite infecciosa felina   Transcriptoma   Técnicas imunoenzimáticas   ELISA em animal   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

O Coronavírus felino (FCoV), ao infectar gatos domésticos (Felis catus), exibe uma patogenicidade bimodal, produzindo desde infecções entéricas subclínicas até a peritonite infecciosa felina (PIF), que é mortal para os gatos que a desenvolvem. A PIF é uma doença fatal, crônica, considerada uma das mais importantes doenças infecciosas dos felinos. O diagnóstico da doença é desafiador para se estabelecer com o animal em vida. Técnicas sorológicas não fornecem um diagnóstico conclusivo da doença, mas são ferramentas úteis no monitoramento de níveis de anticorpos de felinos que vivem em ambientes com mais de um felino, sendo possível a separação de animais positivos e observação destes animais soropositivos quanto ao aparecimento de sinais clínicos sugestivos de doença. A patogenia da PIF até os dias atuais é alvo de pesquisas, pois muitas questões relacionadas a ela ainda não foram respondidas. A utilização de técnicas de análise de transcriptoma tem facilitado a compreensão dos perfis de expressão de respostas celulares durante infecções por diversos patógenos, podendo ser útil para explicar a patogênese de muitos vírus. O presente estudo objetiva validar e aplicar um teste imunoenzimático indireto para realizar uma investigação sorológica em gatos domésticos domiciliados, mediante um ELISA já padronizado no laboratório. Além disso, objetiva realizar também um estudo de transcriptoma em animais selecionados que serão divididos em grupos, visando compreender melhor a expressão de determinados genes em animais naturalmente infectados pelo FCoV, podendo elucidar algumas questões de patogenia. Serão selecionados 150 animais para realização do sorodiagnóstico, sendo o critério de inclusão para esta amostragem a coabitação com outros gatos (mais de três gatos por ambiente). Para o estudo de transcriptoma, serão selecionados nove animais, distribuídos equitativamente em três grupos: a) animais soropositivos e com sinais clínicos; b) animais soropositivos e sem sinais clínicos e c) animais soronegativos e sem sinais clínicos (grupo controle). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALMEIDA, ARIANI C. S.; GALDINO, V, MAICON; ARAUJO JR, JOAO P. Seroepidemiological study of feline coronavirus (FCoV) infection in domiciled cats from Botucatu, Sao Paulo, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 39, n. 2, p. 129-133, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Ariani Cristina da Silva. Desenvolvimento do ELISA indireto com uso de proteína recombinante e estudo soroepidemiológico para infecção pelo coronavírus felino (FCoV). 2017. 92 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.