Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos mecanismos de ação da fração enriquecida em fenólicos de Buchenavia tomentosa e do ácido gálico sobre Candida albicans

Processo: 13/23752-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Cristiane Yumi Koga Ito
Beneficiário:Patrícia Carla Lopes
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia aplicada   Medicamentos fitoterápicos   Estratégias terapêuticas   Ácido gálico   Candidose   Candida albicans   Buchenavia tomentosa

Resumo

A busca por novas alternativas terapêuticas para a candidose bucal é de elevada importância. Em estudos anteriores do grupo, verificou-se a atividade antifúngica de extrato aquoso de Buchenavia tomentosa e de alguns de seus componentes majoritários, em particular o ácido gálico, sobre Candida albicans. A seguir, verificou-se ainda a efetividade in vivo em modelo protético experimental a efetividade do extrato de B. tomentosa na prevenção da invasividade de C. albicans. Dentro deste contexto, o entendimento do mecanismo de ação destas substâncias sobre C. albicans é de extrema importância. Assim, o objetivo deste estudo será verificar o mecanismo de ação da fração enriquecida em fenólicos (FE) das folhas de Buchenavia tomentosa e do ácido gálico sobre C. albicans. A fração enriquecida será previamente preparada e o ácido gálico será obtido comercialmente. A fração será submetida caracterização química por ESI-MS. Valores de concentração inibitória e fungicida mínima serão determinados, assim como a curva de morte. Com base nestes dados, serão determinados os efeitos das substâncias-teste sobre a morfologia celular (microscopia eletrônica de varredura), parede celular (ensaio de proteção por sorbitol e análise de morfologia), integridade da membrana celular (análise de perda de conteúdo celular) e biossíntese de ergosterol na membrana (quantificação). Os dados obtidos serão avaliados por meio de estatística descritiva e análise de distribuição normal. Com base nestas análises preliminares, serão selecionados os testes estatísticos de comparação. O nível de significância será de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)