Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos filtros ecológicos envolvidos na colonização de matas ciliares em restauração por espécies arbóreas do pool regional

Processo: 13/26470-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 04 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Giselda Durigan
Beneficiário:Marcio Seiji Suganuma
Instituição-sede: Instituto Florestal. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mata Atlântica   Ecologia da restauração   Restauração ecológica

Resumo

A autossustentabilidade de florestas tropicais em restauração depende, entre outros fatores, da colonização das comunidades por espécies do pool regional, a partir de fragmentos remanescentes da vegetação preexistente. A colonização é o resultado dos processos relacionados com a dispersão de propágulos e com o estabelecimento de plântulas, fundamentais para dirigir a composição futura das áreas restauradas. No entanto, estudos recentes têm demonstrado que nem todas as espécies do pool regional podem colonizar as áreas em restauração, caso não tenham sido plantadas. A pesquisa proposta tem como objetivo a identificação dos fatores que dificultam ou facilitam a colonização, a partir dos atributos funcionais das espécies arbóreas que sejam relacionados com os processos de dispersão e estabelecimento. Para essa análise utilizaremos os dados oriundos de levantamentos realizados em 26 florestas em restauração e nove fragmentos de florestas naturais remanescentes em região de Floresta Estacional Semidecidual (SP, PR e MS), em um raio aproximado de 350 km. Analisaremos comparativamente a freqüência de ocorrência dos atributos em três conjuntos de espécies: 1) conjunto de todas as espécies do pool regional (de onde serão obtidas as frequências esperadas para cada atributo, caso não existam filtros - hipótese nula); 2) conjunto de espécies capazes de colonizar as áreas em restauração e 3) conjunto de espécies incapazes de colonizar as áreas em restauração. Para cada uma das espécies que colonizam apenas parte das áreas em restauração, investigaremos os limiares para os fatores que podem limitar a dispersão ou o estabelecimento (distância e tamanho do fragmento, idade do plantio, massa da semente). Esperamos, com este estudo, elucidar questões científicas relevantes para a Ecologia da Restauração de florestas tropicais, como a identificação de barreiras ou limiares para a colonização. Ao mesmo tempo, esperamos contribuir para o aprimoramento das ações de restauração, caso seja possível identificar um padrão funcional para espécies que nunca colonizarão as comunidades naturalmente ou para as quais existem limiares a serem transpostos e, portanto, dependerão de plantio.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARDOSO DE OLIVEIRA, CARLOS DELANO; CARDOSO DE OLIVEIRA, IZABELA REGINA; SUGANUMA, MARCIO SEIJI; DURIGAN, GISELDA. Overstory trees in excess: A threat to restoration success in Brazilian Atlantic forest. FOREST ECOLOGY AND MANAGEMENT, v. 449, OCT 1 2019. Citações Web of Science: 0.
SUGANUMA, MARCIO SEIJI; TOREZAN, JOSE MARCELO D.; DURIGAN, GISELDA. Environment and landscape rather than planting design are the drivers of success in long-term restoration of riparian Atlantic forest. APPLIED VEGETATION SCIENCE, v. 21, n. 1, p. 76-84, JAN 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.