Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da inibição da acetilcolinesterase na preservação da conexina 43 no coração de ratos com infarto agudo do miocárdio

Processo: 13/26217-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 05 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rubens Fazan Junior
Beneficiário:Fernanda Machado Santos de Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/08931-9 - Efeito da inibição da acetilcolinesterase na preservação da degradação da conexina 43 em cardiomiócitos submetidos à situação de isquemia e isquemia/reperfusão, BE.EP.PD
Assunto(s):Infarto do miocárdio   Arritmias cardíacas   Conexina 43   Fisiologia cardiovascular

Resumo

O infarto agudo do miocárdio (IAM) é um dos principais problemas de saúde pública mundial devido à sua elevada incidência e mortalidade. O IAM é sempre acompanhado por uma disautonomia caracterizada por hiperatividade simpática e diminuição do tono vagal cardíaco. É comum o aparecimento de arritmias cardíacas fatais após o IAM. É consenso, e objeto de muita investigação, que a hiperatividade simpática é deletéria e predispõe à arritmias graves e morte em indivíduos com IAM. Entretanto, a menor atividade vagal também tem sido considerada um fator de risco isolado na morbi-mortalidade do IAM. Uma das principais causas das arritmias cardíacas é a instabilidade elétrica da membrana do cardiomiócito provocada pela deterioração de proteínas responsáveis por manter a integridade das junções comunicantes, ou gap junctions, presentes no tecido cardíaco tem sido apontada como uma importante causa do aparecimento de arritimias venticulares fatais. Evidências apontam para uma ação antiarritmogênica da atividade vagal cardíaca, uma vez que o uso de agentes parassimpaticomiméticos, ou a estimulação elétrica do nervo vago, diminui a incidência de arritmias provocadas pelo IAM. Além disso, já foi demonstrado que a estimulação colinérgica previne a degradação da Conexina 43 (Cx43), proteína mais abundante nas junções comunicantes entre os cardiomiócitos ventriculares. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do bloqueio agudo da acetilcolinesterase, pela piridostigmina (PIR) na degradação da proteína Cx43 após o IAM.Para isso, ratos adultos jovens, sob anestesia inalatória do isoflurano, serão submetidos à ligadura cirúrgica da cornaria esquerda para provocar um extenso IAM. A seguir, os ratos infartados receberão PIR (0,25 mg/kg, iv) ou veículo (salina). Após 4 horas, os ratos serão mortos (sobredose de anestésico) e terão os corações removidos. Parte dos animais terá o registro do eletrocardiograma (ECG) realizado, e monitorado pelo período de 4 horas. O tecido cardíaco será homogeneizado e adequadamente processado para quantificação da Cx43 fosforilada e total pela técnica de Western blot. As proteínas das vias de degradação da Cx43 (ubiquitina-proteassoma e autofagia) também serão analisadas no homogenato cardíaco dos ratos infartados. A expressão tecidual de Cx43 (imuno-histoquímica) também será avaliada em grupos distintos de ratos infartados, tratados, ou não, com PIR. O projeto também pretende avaliar o efeito da PIR na prevenção da degradação in vitro da Cx43 provocada por meio de cultura pobre em oxigênio e nutrientes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS-ALMEIDA, FERNANDA MACHADO; DOMINGOS-SOUZA, GEAN; MESCHIARI, CESAR A.; FAVARO, LAURA CAMPOS; BECARI, CHRISTIANE; CASTANIA, JACI A.; LOPES, ALEXANDRE; CUNHA, THIAGO M.; MORAES, DAVI J. A.; CUNHA, FERNANDO Q.; ULLOA, LUIS; KANASHIRO, ALEXANDRE; TEZINI, GEISA C. S. V.; SALGADO, HELIO C. Carotid sinus nerve electrical stimulation in conscious rats attenuates systemic inflammation via chemoreceptor activation. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, JUL 24 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.