Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da relação entre as condições periodontais e os níveis sanguíneos de chumbo em trabalhadores de uma fábrica de baterias automotivas no município de Bauru-SP

Processo: 13/22891-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Arsenio Sales Peres
Beneficiário:Priscila Matter Borges
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde do trabalhador   Odontologia do trabalho   Doenças periodontais   Índice periodontal   Intoxicação por chumbo   Qualidade de vida   Bauru (SP)

Resumo

Inúmeras são as enfermidades que podem acometer o sistema estomatognático devido às ocupações laborais, e dentre as formas de contaminação química que pode acometer os trabalhadores, uma delas é através do contato inadequado com o chumbo. No Brasil, os maiores consumidores deste material são as indústrias de baterias automotivas, estando os trabalhadores destas empresas mais suscetíveis á intoxicações devido a um maior tempo de exposição crônica. Pesquisas apontam que esta exposição pode afetar o metabolismo e o sistema imunológico, apresentando um potencial risco para o desenvolvimento de priodontite. O presente estudo tem como objetivo analisar a relação entre as condições periodontais e os níveis sanguíneos de chumbo em trabalhadores de uma fábrica de baterias automotivas no município de Bauru-SP. A amostra será constituída por 70 trabalhadores de ambos os gêneros, com idades entre 18-60 anos. Os critérios de exclusão adotados serão: Indivíduos edêntulos, portadores de Diabetes Mellitus, em tratamento médico para neoplasias ou que estejam em tratamento utilizando medicamentos antibióticos, bisfosfonatos, imunossupressores ou anticonvulsivantes. Os dados dos níveis sanguíneos de chumbo serão obtidos através do prontuário dos trabalhadores, que periodicamente é aferido e arquivado nas empresas como parte da rotina de vigilância à saúde, de acordo com a legislação brasileira. O Índice Periodontal Comunitário (IPC) e o Índice de Placa de Turesky serão utilizados para avaliação das condições periodontais e de higiene bucal. Será aplicado questionário analisando hábitos gerais e de higiene bucal, bem como o impacto das condições bucais na qualidade de vida, por meio do questionário OHIP-14. Os dados coletados serão tabulados e organizados com dupla entrada, em arquivos do programa Excel 2010 (Microsoft Office 2010). A apresentação será constituída de uma parte descritiva, médias e desvio-padrão, por meio de tabelas e gráficos. Em relação à análise estatística, inicialmente será aplicado o teste de normalidade e homogeneidade dos dados, sendo então empregado o teste estatístico apropriado. Se houver distribuição normal e homogeneidade dos desvios-padrão, será empregada a Análise de Variância a dois critérios e o teste de Tukey, para comparações individuais, com intervalo de confiança de 95%. Caso contrário será empregado um teste não paramétrico (Kruskall-Wallis, seguido pelo teste de Dunn para comparações individuais). Para avaliar as diferenças entre os grupos será realizado o teste t-Student não pareado. Com o intuito de verificar a relação entre as variáveis será aplicado o coeficiente de Correlação de Pearson. O programa estatístico STATISTICA12 (Stat Soft Inc., USA) será utilizado para a análise dos dados, sendo adotado nível de significância de 5% (p<0,05).